Em São Francisco do Conde, neste mês de julho, mais de 20.000 benefícios sociais foram destinados aos nossos munícipes

Os benefícios sociais em questão compreendem o Auxílio Emergencial do Governo Federal e Programa de Acolhimento Social

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esportes do município de São Francisco do Conde, por meio da gestão municipal do Cadastro Único, disponibilizou a relação emitida pelo Governo Federal dos munícipes beneficiários pelo recebimento do Auxílio Emergencial Federal. Mais R$ 15.400.000,00 (quinze milhões e quatrocentos mil reais) foram pagos em benefícios as famílias franciscanas.

No mês de abril (primeiro mês do benefício) pelo menos 6.638 benefícios foram pagos proveniente da ajuda emergencial motivada pela pandemia do coronavírus. Já no mês de maio, dada a qualidade de gestão e fidelidade dos registros da base de dados do Cadastro Único municipal, 9.838 (nove mil, oitocentos e trinta e oito) benefícios foram concedidos ao município. Se levado em consideração os mais de 3.000 beneficiados, público inscrito no Cadastro Único que não são beneficiários do Programa Bolsa Família, somados aos mais de 2.900 beneficiados provenientes da classe denominada pelo Governo Federal de “Público Extra CadUnico”, que recebe seus pagamentos via o Aplicativo Caixa Tem, chega-se ao expressivo número de mais de 15.700 (quinze mil e setecentos) benefícios pago aos munícipes franciscanos.

Trata-se de um aumento de mais de 90% no número de benefícios atribuídos ao povo do município entre os meses de maio a julho de 2020, ou seja, pelo menos 6.200 (seis mil e duzentos) novos benefícios destinados ao município encontram correspondência direta com a qualidade de Gestão do Cadastro Único para Programas Sociais, cuja responsabilidade endereça-se a SEDESE – Secretaria de Desenvolvimento Social e Esportes.

O investimento para com a proteção social básica da população não para por aí. O Programa de Acolhimento Social continua firme e forte com sua função social de assegurar a garantia de renda básica aos mais vulneráveis. Mais de 5.000 (cinco mil) benefícios foram destinados aos seus beneficiários, um investimento de mais de R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais). O que totaliza para o mês de julho o número de mais de 20.000 (vinte mil) benefícios prestados a pelo menos 13.000 (treze mil) famílias no município, cerca de R$ 17.400.000,00 (dezessete milhões e quatrocentos mil reais) foram destinados diretamente ao povo franciscano.

Em tempos de pandemia, para o mês de agosto, o empenho da gestão buscará avançar no plano da proteção social básica, e para tal buscará efetivar o pagamento da primeira parcela do AET – Auxilio Emergencial Temporário, regulamentado pela lei municipal n° 608/2020. O auxílio se destinará a famílias em situação de vulnerabilidade e risco social decorrente da pobreza, ausência e/ou comprometimento de renda, devido à decretação de calamidade. Beneficiará mais de 1.200 (mil e duzentas) famílias/ pessoas por pelo menos 02 (dois) meses (podendo ser prorrogado por igual período reservada a disponibilidade orçamentária). Trata-se de um investimento municipal de mais de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) junto à população que mais precisa.