Centro de Apoio e Acompanhamento à Pessoa com Doença Falciforme – Rilza Valentim é inaugurado em São Francisco do Conde

 

 centro anemia falciforme

 

 

Nesta segunda-feira, dia 09 de novembro, a Prefeitura de São Francisco do Conde escreveu mais um importante capítulo para garantir melhor atendimento em saúde para comunidade franciscana, em especial dos portadores de Doença Falciforme, que ganharam o Centro de Apoio e Acompanhamento à Pessoa com Doença Falciforme, que homenageia a ilustre franciscana e saudosa prefeita Rilza Valentim, que faleceu em 24 de julho de 2014, devido à complicações causadas por esta doença.

O Centro de Apoio e Acompanhamento começa a funcionar na Avenida Juvenal Eugênio de Queiroz – Baixa Fria, e vai atender e dar apoio a pacientes e familiares de pessoas que apresentam a doença, que é genética (nasce com a pessoa) e hereditária (passa dos pais para os filhos).

Centro de Apoio e Acompanhamento à Pessoa com Doença Falciforme – Rilza Valentim 03

Para o prefeito Evandro Almeida, o dia foi de agradecer e lembrar da saudosa companheira Rilza: “eu quero agradecer ao Deus Pai por mais este belíssimo evento e esta praça lotada por  vocês que estão aqui prestigiando. Vamos fazer desta uma cidade cada vez mais linda e melhor. Essa aqui é uma sede provisória do Centro. Vamos fazer a sede própria ainda mais bonita e mais a altura do povo de São Francisco do Conde. Estamos atravessando uma crise muito ruim e o desemprego está assolando, mas nós estamos fazendo de tudo pra manter os empregos de vocês: cortando contratos, transportes e o que for preciso, mas vamos manter o emprego de vocês. Eu só peço que vocês valorizem e trabalhem pra ajudar a administração a fazer o melhor por essa cidade. Eu sempre disse que sou um realizador dos sonhos da nossa saudosa Rilza. Hoje, é o dia de realizar mais um sonho dela e tenho certeza de que ela está feliz”, falou o gestor.

Centro de Apoio e Acompanhamento à Pessoa com Doença Falciforme – Rilza Valentim 01

A primeira-dama do município, Iasmin Barbosa, fez um apelo a comunidade franciscana e agradeceu ao prefeito e marido: “eu fico emocionada em saber que você, Evandro, cuida da gente. Essa inauguração hoje é um pouco do muito que você virá a fazer por todos nós. Eu estou muito feliz em estar participando deste momento. Eu não tenho noção como é ter essa doença, mas meu pai teve aplasia e, por isso, eu imagino o sofrimento dessas pessoas e dessas famílias. E eu sei como é dolorosa a expectativa de precisar que alguém doe sangue. Então, se vocês puderem doar, doem sangue!”.

O evento contou com a ilustre presença de João Baccara, gerente geral de Sangue e Hemoderivados no Ministério da Saúde. “Meu agradecimento pelo convite honroso e a hospitalidade. Cumprimento a todos pela inauguração e nós sabemos da importância deste momento, pois são pouquíssimos os municípios que têm centro especializado nessa doença, trabalhando em conjunto com todos os atores da saúde, por isso, nosso parabéns. E gostaria de estender o agradecimento em memória a Rilza Valentim e, por favor, levem o abraço do Ministério da Saúde e o nosso agradecimento a Dona Chica, por tudo que a filha dela desempenhou ao longo da vida”.

Centro de Apoio e Acompanhamento à Pessoa com Doença Falciforme

Nunca tivemos uma gestão tão democrática. O senhor só faz o que pode e tem feito muito por São Francisco do Conde”, declarou o secretário municipal da Saúde, Alberto Jorge Mattos, que também agradeceu a João Baccara por tê-lo recebido junto a outras pessoas da administração tão bem em Brasília. “Temos trabalhado e feito muito para dirimir os problemas de saúde. O senhor tem feito sua parte e sido muito responsável com a Saúde de São Francisco do Conde”, declarou.

Representando o Centro de Apoio e Acompanhamento à Pessoa com Doença Falciforme e a família Valentim, Telma Silva falou sobre a importância do espaço: “esse Centro leva o nome da grande gestora Rilza Valentim. Eu fui autorizada pela família a estar aqui e estou honrada com isso. Assim que a prefeita partiu, eu fui autorizada a dar início a este Centro para cuidar dessa doença. Desde aquele momento em que o prefeito me deu a responsabilidade, estamos buscamos saber mais e tirar a invisibilidade desta doença. A gente não pode evitar que as pessoas morram, mas podemos garantir que elas tenham uma vida digna e cuidada. Eu fui e sou fã de Rilza. O legado que ela deixou, eu vou querer levar adiante. Esse Centro não é político, ele é para cuidar das pessoas com doença falciforme. Porém, foi a vontade política do prefeito que fez com que ele hoje existisse”.

Quem também compareceu a entrega do equipamento público foi o deputado federal Jorge Solla. “Mais importante do que o prédio e a infraestrutura é a capacidade que essa equipe tem de monitorar, integrar, cuidar e fazer com que cada pessoa com doença falciforme possa ser devidamente acompanhada pelo Sistema Único de Saúde. Queria ressaltar a importância deste projeto e a homenagem a companheira Rilza Valentim, isso é algo que nos emociona. Temos que estar sempre lembrando como ela se doou e se dedicou a este município, pra que toda população tivesse melhor condição de vida. Rilza é um exemplo para todos nós. Ela deixou esperança e exemplo de que podemos mudar a vida das pessoas através do poder público e da mudança das prioridades”, finalizou Solla.