Comunidade escolar mais fortalecida com o Encontro da Dupla Gestora

O auditório 2 de julho, sediado na Secretaria Municipal da Educação – SEDUC, foi palco, na última terça-feira (22), do Encontro com a Dupla Gestora. Na oportunidade, estiveram presentes, além da direção das unidades escolares da rede municipal de ensino, os coordenadores pedagógicos e equipe da Diretoria Pedagógica da SEDUC.

A atividade foi iniciada com um vídeo que tem feito sucesso nas redes sociais, onde se é mostrada a dedicação de um filho na tarefa de ensinar sua mãe a escrever. A exibição inspirou o grupo de profissionais da Educação, identificados com a missão de ensinar (e aprender ensinando). “Não é fácil, mas é possível. Esse é um fazer de cada dia. Às vezes, a gente não se dá conta do tanto que a gente faz e do tanto que temos construído na Educação do município”, afirmou a diretora pedagógica Cristiana Ferreira.

Segundo o secretário da pasta, Marivaldo do Amaral, o propósito do encontro foi fortalecer a dupla gestora nas unidades de ensino e também a relação com a Secretaria da Educação, para que se tenha uma comunidade escolar cada vez mais forte. “Temos investido todo o tempo e esforço possível para fazermos a Educação avançar. Muitas vezes, a nossa força de vontade se esbarra nas dificuldades, como a burocracia, o que faz com que as ações da gestão pública sejam um pouco mais demoradas, mas temos certeza de que a população de São Francisco do Conde já tem percebido o quanto a nossa Educação mudou para melhor, mesmo em meio a tantas dificuldades”, declarou.

De acordo com Edson Fernando Silva, coordenador pedagógico da Escola Três Marias, localizada em São Bento, “a reunião com a Dupla Gestora permite uma aproximação acerca das proposições da SEDUC. Possibilita identificar as proposições, analisá-las, criticá-las, revendo pontos de melhorias, de modo que se busque a construção de uma proposta de ensino de acordo com as demandas sociais, o que se constitui em um grande desafio vivenciado no cotidiano das escolas. Para além disso, buscar alinhar procedimentos entre a Dupla Gestora”.

Durante o encontro, também foi apresentada a nova perspectiva do VoArte, projeto de Arte Educação que foi implementado em toda a rede, no ano passado (2018), e ganhou destaque internacional. “A apresentação do VoArte em congressos de Educação foi muito importante, pois se tornou possível unir quem teoriza, no universo da academia, com quem faz a prática”, explicou Cristiana. “Qual o impacto no currículo que as linguagens artísticas trazem?”, refletiu a diretora pedagógica, que reforçou a responsabilidade de todos os professores, e não apenas os de Arte, para o sucesso do projeto.

Em sua primeira edição, o Voarte priorizou a proficiência leitora – o tipo de leitura que não só decodifica as palavras, mas constrói sentidos. Nesse ano, após o amadurecimento do projeto, a partir de um processo de avaliação conjunta, o foco será no desenvolvimento das linguagens artísticas como componente curricular, em consonância com a lei 13.278, que institui a obrigatoriedade do ensino das Artes nas escolas brasileiras.