Em Cerimônia no TCA, a secretaria de educação de São Francisco do Conde é premiada com menção honrosa pela Fundação Pedro Calmon

Em uma comunhão pela arte da escrita e seu poder de transformação social, na tarde da última quarta-feira (13) ocorreu a premiação do IV Concurso de Escritores Escolares, realizado pela Fundação Pedro Calmon (PFC), órgão vinculado à Secretária de Cultura do Estado da Bahia (SECULT), através da Diretoria do Livro e Leitura (DLL).  São Francisco do Conde foi um dos destaques da premiação, que aconteceu no Foyer do Teatro Castro Alves, em Salvador.

Uma comitiva do município, formada pelo Secretário da Educação Marivaldo do Amaral, membros da Diretoria Pedagógica da SEDUC, professores, coordenadores pedagógicos e os alunos finalistas do concurso, com suas respectivas mães, esteve presente à cerimônia, que teve abertura da Camerata de Cordas Bahia Cordas da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA). Artistas como Bule-Bule, Lazzo, Jackson Costa e Pedro Pondé, entre outros, e  a Secretária de Cultura, Arany Santana foram os padrinhos dos 18 finalistas, entre eles, Kauã e Natan.

Kauã Araújo Lima é aluno da Escola Licia Maria Alves Pinho e foi selecionado na categoria Fundamental I, com a redação Minha mãe foi à feira. Enquanto Natan Bessa Fonseca estuda na Arlete Magalhães (antigo CEJAL), e concorreu com o  poema Um lugar chamado Bahia,  também pelo Fundamental I. Ambos levaram o terceiro lugar e arrancaram elogios de seus padrinhos, como Bule-Bule. “Ele dizia, você é o meu garoto!”, repetiu, extasiado, Natan.

“Foi surpreendente a abordagem feita pelos alunos, de temas contemporâneos como preconceito, violência contra a mulher, entre outros, revelando a capacidade e o talento dessas crianças e jovens. É também notável o envolvimento das secretarias de educação, dos professores e gestores. Houve situações em que o próprio funcionário da secretaria de educação veio trazer as inscrições”, declarou Bárbara Falcon, Diretora do Livro e da Leitura . Esse foi o caso de Vanise Souza, gerente de Bibliotecas e Projetos de Leitura da SEDUC, que inscreveu 83 trabalhos, entre poemas e redações de estudantes das escolas públicas do município.

“É muito importante essa premiação em um momento em que passamos pelo golpe. Não querem que o povo pense. Passos foram dados e esses passos não vão regredir. Agora fala a voz de quem foi sufocado durante séculos”, considerou Pedro Pondé, cantor da nova geração da música baiana, que também é compositor, letrista e poeta, ex-vocalista da banda Scambo, que participou do programa SuperStar da Rede Globo.

Ao final do evento, temperado por poesia, discursos a favor da cultura e da escrita e as interpretações da Sonata em Sol maior de Mozart, do tango Por una cabeza – tema do o filme Perfume de Mulher – e de 7 cantigas de roda orquestradas, aconteceu a entrega da Monção Honrosa às escolas, entidades e secretarias de Educação da Bahia, que contribuíram para o sucesso do IV Concurso de Escritores Escolares. O secretário Marivaldo do Amaral destacou, para a plateia que prestigiava o evento, o investimento da gestão Evandro Almeida em projetos de leitura e estímulo à escrita e à criatividade – como o VoArte, cuja mostra Voartear II segue até amanhã. “Ler  e escrever descortinar horizontes”, resumiu.