Formação de Educação Ambiental promove atividade de campo nesta sexta-feira (06)

O Rio Joanes, que nasce em São Francisco do Conde e percorre mais sete municípios da Região Metropolitana até chegar ao mar, será objeto de estudo de profissionais da Educação, da rede municipal de ensino.  Na etapa conclusiva da Formação de Educação Ambiental, promovida pela Secretaria Municipal da Educação (SEDUC), através da Gerência de Educação Ambiental, professores e coordenadores do Ensino Fundamental I percorrerão o curso do rio, em uma atividade de campo, que ocorrerá nesta sexta-feira, 06 de outubro.

O roteiro, que será feito por via terrestre, passará por Maracangalha (São Sebastião do Passé), Candeias, Simões Filho, Camaçari, Salvador e Lauro de Freitas (Praia de Buraquinho). Durante o percurso serão trabalhados aspectos naturais (fauna, flora, solo e hidrografia da Bacia do Joanes, observando ocorrências e estágios de conservação e /ou degradação ambiental); aspectos sociais, através do conhecimento a respeito das comunidades que habitam o território da Área de Preservação Ambiental (APA) ao longo do curso do rio e suas inter-relações com os elementos naturais; e, por fim, também os aspectos econômicos, em uma análise das atividades que ocorrem ao longo da bacia e seus níveis de impacto ambiental. À frente da atividade de campo, estarão a gerente de Educação Ambienta da SEDUC, Angélica Santos da Paixão, e o gestor da Área de Preservação Ambiental (APA)  Joanes- Ipitanga, Geneci Braz.

“O Rio Joanes, embora percorra sete cidades do estado da Bahia, pode ser chamado de um rio franciscano, pois é aqui que está sua nascente. Devido à sua importância para a comunidade, em diversos aspectos, faz-se fundamental atividades como essa, pois munem nossos educadores do conhecimento e da vivência necessária para transmitirem aos nossos alunos o saber que não está nos livros”, declarou o secretario da Educação Marivaldo do Amaral.

De acordo com a diretora pedagógica da SEDUC, Cristiana Ferreira, o objetivo da atividade de campo é  “apresentar aos docentes da rede pública municipal aspectos socioambientais da bacia hidrográfica do Rio Joanes, que nasce no município e é responsável pelo abastecimento de Salvador num volume de 40% do consumido pela capital baiana”. Ainda segundo Cristiana, essas informações “não são contempladas nos livros didáticos e são de suma importância para um aprendizado contextualizado dos nossos estudantes”.

A Etapa Teórica do curso aconteceu em 12 de setembro e os formadores responsáveis foram Angélica Paixão e o geógrafo Edvaldo Hilário dos Santos, mestre em Desenvolvimento Sustentável. No dia 10 de outubro, um novo ciclo da Formação de Educação Ambiental ocorrerá, dessa vez, voltada para gestores, coordenadores e professores do Ensino Fundamental II.

Sugere-se que os participantes da atividade de campo utilizem roupa confortável, sapato fechado e protetor solar. O ônibus sairá da SEDUC – Rua Barão de São Francisco, s/n, Centro –pontualmente, às 8h. 

ROTEIRO DA VISITA DE CAMPO

 

08h – São Francisco do Conde – Sede – Saída

08h30 às 09h – Área de influência das nascentes do Rio Joanes: Trecho do Rio Joanes / Estrada da Estação D. João / São Francisco do Conde

09h30 às 10h30 – Represa Joanes II – Dias D’Ávila / Simões Filho

11h às 12h – Visita  a comunidade Quilombola do Dandá / Simões Filho

12h às 13h – Almoço – Fundação Terra Mirim / Simões Filho

13h às 14h – Trabalhos desenvolvidos pela Fundação Terra Mirim / visita aberta

14h30 às 15h30 – Prainha do Lago Joanes I / Comunidade de pescadores / Parafuso / Camaçari

16h às 16h30 – Represa Joanes I / Camaçari / Lauro de Freitas

17h – Foz do Rio Joanes / Buraquinho/ Lauro de Freitas

17h30 – Encerramento