I Semana de Pedagogia da UNILAB termina dia 20 de abril

Acontece até o dia 20 de abril (sexta-feira) a I Semana de Pedagogia do Campus dos Malês, atividade acadêmica, científica e cultural promovida pelo curso de Pedagogia da UNILAB/Campus dos Malês, que conta com o apoio da Prefeitura de São Francisco do Conde, através da Secretaria Municipal da Educação – SEDUC. Durante o evento, o público interessado poderá participar de conferências, mesas redondas, apresentações de pesquisas, relatos de experiências pedagógicas e vivências culturais orientadas pelo lema “Por uma educação antirracismo: diálogos Brasil-África”.

Educação antirracismo é o tema que será aprofundado na I Semana de Pedagogia do Campus dos Malês. Com a iniciativa, docentes e discentes do curso se propõem a discutir os desafios para a efetivação de uma educação antirracismo, na formação docente inicial e continuada, na Bahia – particularmente no Recôncavo Baiano –  e em países africanos de língua portuguesa” , relatou a Profa. Drª  Claudilene Silva, coordenadora do Curso de Pedagogia/Campus dos Malês da UNILAB.

A I Semana de Pedagogia disponibilizou 20 vagas exclusivas para  professores da Rede Municipal de Ensino de São Francisco do Conde se envolverem no evento como um todo, além de outras 20 vagas para professores ou coordenadores pedagógicos participarem das oficinas que acontecerão terça e quinta-feira, no turno matutino.

Para o secretário da Educação Marivaldo do Amaral, que é também professor da UNILAB, “essa parceria é de extrema importância porque propicia um intercâmbio entre a prática pedagógica que acontece no cotidiano da escola com o que há de mais contemporâneo no pensamento acadêmico, atravessando os muros da universidade, que cumpre, assim, o seu papel social não só de produção, mas de compartilhamento do conhecimento e aprendizagem com o universo profissional. O tema da I Semana de Pedagogia também dialoga amplamente com a realidade do nosso município, bem como com as necessidades do plano pedagógico da nossa rede, para que o combate ao racismo e toda forma de preconceito possa estar presente no currículo que tece a teia cotidiana no processo de ensino-aprendizagem”.

A conferência de abertura será realizada pela ex-ministra de Promoção da Igualdade Racial, a educadora Nilma Lino Gomes, referência na luta por uma educação antirracismo no Brasil. Estudiosos brasileiros, moçambicanos, guineenses e cabo-verdianos integrarão as demais mesas e atividades da Semana.

Ao reunir docentes e discentes, bem como pesquisadoras/es, professoras/es e outros profissionais da educação básica interessados no debate educacional, espera-se fortalecer o compromisso e alimentar a missão da UNILAB de formar cidadãos com sólido conhecimento técnico, científico e cultural, compromissados com a necessidade de superação do racismo e das demais formas de dominação”, acrescentou a coordenadora do Curso de Pedagogia/Campus dos Malês da UNILAB.

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) é uma universidade pública federal localizada em dois estados da federação brasileira: no Ceará (onde está o reitorado) e na Bahia, no município de São Francisco do Conde, onde encontra-se o Campus dos Malês. A universidade tem como missão produzir e disseminar o saber pluriversal referenciado nas epistemologias negro-africanas.