II Encontro de Pesca e Aquicultura aconteceu na Câmara de Vereadores e lotou auditório

pesca e aquicultura encontro 2015 A manhã desta quinta-feira (30) foi marcada pela realização do II Encontro de Pesca e Aquicultura, na Câmara de Vereadores, realizado pela Prefeitura de São Francisco do Conde, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca – SEAP. A Atividade foi animada pelo Samba Coral de Pescadores e Marisqueiras de São Francisco do Conde, que abriu o evento.

A mesa de abertura foi composta pelo prefeito Evandro Almeida, pelos secertários municipais de Agricultura e Pesca – Arlindo Amaral, de Gestão Administrativa – Renato Costa Rosa, e, do Meio Ambiente – Silvana Costa. Também estavam presentes os vereadores Venilson Chaves, Eliezer de Santana, Luis Carlos Dantas e Messias Antônio, junto com os presidentes de colônias de pescadores: Clarivaldo Mariano (Z5) e Evilázio, da Associação de Muribeca. Por fim, também esteve presente José Luiz Sanches, da Bahia Pesca.

É uma satisfação ver esse auditório cheio. Desejo que vocês aproveitem esse dia para aprender tudo que for ensinado aqui e que vai melhorar o trabalho árduo de vocês”, afirmou o prefeito Evandro Almeida. Ele também parabenizou o secretário Arlindo Amaral e sua equipe pela organização do evento e pediu  que eles ajudem cada vez mais esta categoria.

pesca aquicultura 1

Marivaldo Mariano, presidente da Colônia de Pescadores Z5, falou da Lei do Defeso e de outros projetos do governo em prol do profissional da pesca. “Nós temos direito a muitos recursos em benefício do profissional da pesca, mas não sabemos como chegar neles”, salientou. Ele também falou da burocracia para ter acesso a benefícios. Além disso, o presidente da Colônia pediu ao prefeito a criação de balcão de atendimento para o pescador, de forma que a Prefeitura possa ajudar esse público no que tange a compra de equipamentos e reparação de embarcações. Ele também afirmou que, hoje, a cidade possui mais de 770 pescadores e marisqueiras cadastrados.

Já Evilázio, da Associação de Pescadores da Muribeca, falou sobre a Medida Provisória (MP) de número 665, de 30 de dezembro de 2014, que altera a lei n° 7.998, de janeiro de 1990, que regulamenta o Programa do Seguro Desemprego, o Abono Salarial e institui o Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT e altera a Lei n° 10.779, de novembro de 2003, que dispõe sobre o seguro desemprego para pescador artesanal e prevê novas regras para a concessão dos benefícios do seguro-desemprego e do abono salarial para o pescador artesanal. Segundo ele, a MP foi uma perda para os profissionais da pesca.

Renato Costa Rosa, secretário de Gestão Administrativa e ex- secretário de Agricultura e Pesca, falou sobre os trabalhos de continuidade que a gestão tem promovido e da relação de respeito e diálogo que a Prefeitura tem com os munícipes. Quem também deu seu relato foi Luis Carlos Dantas, vereador, que lembrou sua infância ao lado da mãe que trabalhou como marisqueira. A secretária do Meio Ambiente, Silvana Costa, salientou que a maioria do público presente era de mulheres marisqueiras e lembrou da importância da preservação do espaço de trabalho e sustento dos pescadores e marisqueiras: “nós somos aqueles que pegam no pé e muitas vezes somos vistos como chatos, mas nós ajudamos a cuidar do bem que garante o sustento de vocês e o nosso bem-estar como consumidores dos produtos que vocês comercializam”, destacou.

O secretário de Agricultura e Pesca, Arlindo Amaral, que promoveu o encontro, agradeceu ao público pelo entendimento da importância do evento que vai discutir melhorias para a vida desses profissionais e agradeceu o apoio da gestão. “Nós estamos aqui para trazer o melhor para os profissionais da agricultura e pesca, através de cursos e palestras, garantindo o direito de vocês”.

O evento contou ainda com palestras sobre Aquicultura, Educação Ambiental, Cultivo de Algas, Cooperativismo e Associativismo, Defeso Inverno 2015 e será finalizada com um debate.