Instituto de Nefrologia do Recôncavo beneficiará São Francisco do Conde e outras cidades da região

Através de uma parceria entre o Governo do Estado, 06 municípios do Recôncavo Baiano e a iniciativa privada, a Prefeitura de Santo Amaro inaugurou na última sexta-feira, dia 12 de abril de 2019, o Instituto de Nefrologia do Recôncavo – INERE, que atenderá os moradores do município santo-amarense, bem como as cidades de São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Madre de Deus e Saubara.

Ontem eu dormi sonhando com esse momento e hoje estou vivendo a realidade. Há 14 anos eu adoeci e eu não conhecia o que era hemodiálise, uma doença terminal crônica renal. Passei por muitos momentos difíceis, chorei, mas fui aprendendo e descobrindo momentos alegres. Perdi colegas ao longo desses 14 anos, passei por momento de aflição nas estradas e de extremo cansaço. O momento mais importante de todos que relatei é esse: o momento de celebrar, de agradecer as pessoas que acreditaram nesse sonho. Agora eu estou em casa. Eu queria agradecer o empenho de todos, pois gestão pública se faz com saúde”, relatou de maneira emocionada o representante dos pacientes renais, José Marcos Sampaio Almeida.

Com essa importante entrega, a saúde pública da região ganha um equipamento de grande relevância no tratamento dos pacientes que sofrem de insuficiência renal. São Francisco do Conde atende com transporte e Tratamento Fora do Domicílio (TFD) 35 pacientes renais, que são levados três vezes por semana para processo de hemodiálise.

Estiveram representando o município franciscano no evento: o vice-prefeito e secretário de Governo, Carlos Alberto Bispo Cruz (Nem do Caípe – representando o prefeito Evandro Almeida), a secretária da Saúde, Eleuzina Falcão, o secretário de Gestão Administrativa Lourival Rodrigues e o ouvidor do município, Alberto Jorge Mattos (Beto Maria), além dos vereadores Venilson Chaves (Cravinho) e Maria Sônia Batista.

É de imenso valor para um secretário de Saúde contar com um equipamento desse porte na sua rede. Eu tenho certeza de que estou falando não apenas por São Francisco do Conde, mas pelos municípios da região e, principalmente, falando em nome de uma população de 350 mil pessoas que residem nos 06 municípios conveniados a esse Instituto de Nefrologia e que conhecem a dificuldade de acesso de amigos e familiares a esse tratamento. Sabemos da luta dessas pessoas. Nós, secretários dessa região, sempre tivemos em mente a necessidade desse tratamento e começamos a conversar sobre esse convênio, em 2017, que hoje é um ganho enorme. Percebemos que todo o trabalho que foi feito dentro da Comissão Intergestores Regional, dentro da tripartite e nas instâncias da Secretaria Estadual da Saúde deram frutos. Vamos fazer uma Saúde mais acolhedora, resolutiva e manter o compromisso com a população dessa região”, declarou a secretária da Saúde do município de São Francisco do Conde, Eleuzina Falcão, que é também diretora da Comissão Intergestores Regional.

Eu achei de extrema importância hoje o relato de José Marcos, pois ninguém melhor para falar dessa situação que um paciente que enfrenta o tratamento e vive essa realidade. Esse foi um sonho sonhado por muitas pessoas e muitos deles se foram sem ver concretizado o Instituto de Nefrologia do Recôncavo, mas a história registra o que é feito por pessoas determinadas e corajosas. Estamos fazendo a história social e política desse país. Foi preciso o apoio de muitas pessoas, entre elas da secretária de São Francisco do Conde, Eleuzina Falcão, que nos ajudou nas conversas e articulações com os demais secretários e o Governo do Estado, na pessoa do secretário Estadual de Saúde Fábio Villas-Bôas”, frisou o secretário de Saúde de Santo Amaro, João Militão.

O secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, também participou desse momento e declarou: “esse equipamento representa o investimento privado de 4 milhões de reais, mas será dedicado aos pacientes do Sistema Único de Saúde e nesse mesmo dia, a Prefeitura entrega também uma Unidade Básica de Saúde, que é o pilar de sustentação e prevenção do sistema no estado. A partir da Atenção Básica é que vamos tratar as doenças crônicas e degenerativas, diabetes e hipertensão, que são a principal causa da perda da função renal. Posso afirmar que mais de 80% das pessoas que serão atendidas aqui perderam seus rins, devido a hipertensão e diabetes, sem o devido tratamento. Quero reforçar o pensamento do governador Rui Costa em descentralizar e regionalizar a atenção à saúde no estado. Não queremos que as pessoas continuem se deslocando por longas distâncias, buscando atendimentos. Estamos investindo em hospitais no interior e Policlínicas Regionais e na contratação de serviços para fazer com que as regiões de Saúde sejam autossuficientes e que o povo seja atendido o mais próximo possível de onde mora”.

Por fim, o prefeito de Santo Amaro, Flaviano Rohrs da Silva Bomfim, falou a comunidade: “quero desejar a todos os pacientes desse instituto que continuem perseverando, agora com o conforto de estar perto de casa, sem arriscar suas vidas nas estradas por horas e dizer que as famílias também agradecem por ter essas pessoas mais perto. Esse é um sonho sendo realizado. Esse instituto vai ajudar não apenas no tratamento dos pacientes renais da região, mas trará receita para o município, pois cerca de 300 pacientes vão receber tratamento aqui”.