Novo PROAP: Cada vez mais perto da escola

O Programa de Atenção e Acompanhamento Pedagógico e Psicossocial a Alunos e Professores – PROAP está de cara nova.  Sob nova coordenação, o PROAP caminha rumo ao objetivo final de contribuir decisivamente no aumento dos índices de aprendizagem na rede municipal de ensino.

À frente do programa, estão a fonoaudióloga Laís Lima de Oliveira, na coordenação, e a psicopedagoga Kécia Alves, como vice-coordenadora. “A reestruturação do programa partiu da construção dos protocolos de atendimento e planos de ações, que serão documentos essenciais para o norteamento e organização do trabalho realizado”, explicou Laís, que acrescentou: “conforme orientação recebida do secretário Marivaldo do Amaral, com relação à nova coordenação do PROAP, iremos dar continuidade ao trabalho biopsicossocial, voltado aos alunos e professores da rede municipal de educação de São Francisco do Conde”.

O PROAP passa a atuar na execução de ações preventivas nas escolas aliadas à continuidade da assistência multi e interdisciplinar, desenvolvendo um acompanhamento particularizado dos alunos com um menor rendimento na aprendizagem. O resultado previsto é a melhoria substancial na qualidade da educação do município, tendo por consequência o aumento nos números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB.

O objetivo é que o PROAP realize um trabalho cada vez mais eficiente, desenvolvendo ações preventivas nas escolas, de maneira a ampliar a atuação do programa e, consequentemente, promover assistência aos alunos e professores da rede, para a melhoria do processo ensino-aprendizagem. Para tanto, conta com uma equipe composto por fonoaudiólogos, psicólogos, psicopedagogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, neuropediatra, pedagoga, terapeuta ocupacional, musicoterapeuta, psicomotricista, orientadora em artes plásticas, além da coordenação e equipe de apoio.

O nosso objetivo com a reestruturação do PROAP é que o programa possa ter uma atuação mais orgânica na rede municipal, visto que a finalidade do mesmo é fortalecer o processo de ensino-aprendizagem dos professores e estudantes. O PROAP é uma clínica de alto luxo, porém, o modelo clínica alcança um número muito pequeno de beneficiados. Nessa nova roupagem iremos espalhar o ‘bom perfume’ por toda a rede”, explicou o secretário Marivaldo do Amaral.

Ainda segundo o secretário, “o que a população franciscana dispõe com o PROAP é algo desejado por centenas de municípios Brasil afora. Os professores e estudantes da nossa cidade podem usufruir de um serviço de ponta, em que os alunos da rede municipal de ensino recebem uma assistência completa, para que possam desenvolver todos os seus potenciais criativos. O prefeito Evandro Almeida não poupou esforços para oferecer aos nossos cidadãos o que há de melhor, visando uma educação de excelência”.