Os projetos VOARTE e Brincatelier são aprovados e debatidos na Universidade do Minho, em Portugal

Dois projetos da Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde, realizados pela Secretaria de Educação do município, no ano letivo de 2017, foram selecionados para serem apresentados e debatidos em Portugal, no IV Colóquio Luso-Brasileiro de Educação – COLBEDUCA.

O colóquio aconteceu nos dias 24 e 25 de janeiro, na Universidade do Minho, nas cidades de Braga e Paredes de Coura. As experiências do Voarte e do Brincatelier foram debatidas em dois auditórios, no município português denominado Paredes de Coura.

O projeto VOARTE foi concebido pela SEDUC a partir da necessidade de estimular a leitura entre os estudantes da Rede Municipal de Ensino. Segundo dados do Ministério da Educação, o município de São Francisco do Conde possui baixa proficiência leitora, o que interfere diretamente na qualidade da Educação.

O VOARTE, que durante o ano letivo 2017 mobilizou toda a cidade e aconteceu nas escolas da rede municipal de ensino, fechou o ano letivo com o I Festival de Arte Educação de São Francisco do Conde, realizado no período de 15 a 17 de janeiro, numa culminância de todas as experiências pedagógicas vivenciadas pelas escolas durante o ano, através das quatro linguagens artísticas.

Desenvolvido em duas etapas, o VOARTE teve no primeiro momento, chamado de VOARTEAR I, o Teatro e as Artes Visuais como as linguagens artísticas utilizadas para os estudantes da rede expressarem os frutos da leitura de um livro ou autor, escolhido pela escola. No VOARTEAR II, as linguagens artísticas foram a Música e a Dança, através das quais os estudantes fizeram diversas apresentações para a comunidade, que foi convidada a visitar as escolas.

Já o projeto Brincatelier tem como principal objetivo levar a ludicidade para o ambiente de aprendizagem na Educação Infantil e nasceu como estratégia da SEDUC para estimular os educadores da rede municipal a recriarem os espaços e tempos na sala de aula, a partir da importância do brincar para a aprendizagem na infância, estimulando a brincadeira livre, pois a criança quando brinca, aprende mais.

Representando a Secretaria da Educação na apresentação dos dois projetos, estiveram presentes no IV COLBEDUCA, o gestor da pasta, Marivaldo do Amaral, a diretora pedagógica Cristiana Ferreira, a gerente de Arte Educação Alexsandra Neri, além de Elienai Barreto e Jainê Ribeiro, integrantes do Departamento Pedagógico e também co-autoras nas comunicações apresentadas.

Como fruto da participação da secretaria, dois artigos serão publicados na revista do IV COLBEDUCA, que este ano discutiu Currículo e Inclusão em tempos de internacionalização, abordando temas relacionados à educação no contexto das pesquisas e práticas desenvolvidas em Portugal e no Brasil.