Outubro Rosa: Mulheres recebem orientações e tiram dúvidas com profissionais de saúde

 

outubro rosa novembro azul 2015 1

A prevenção contra o câncer continua sendo o mote de luta de São Francisco do Conde no mês de outubro. Neste mês estão acontecendo em todas as unidades de saúde do município diversas ações como: palestras, consultas, distribuição de material educativo e outras atividades para falar de um assunto que ainda é tabu para muitas mulheres: o câncer de mama.

Durante as atividades, as mulheres recebem orientações e tiram dúvidas com as profissionais de saúde que mostram a importância do diagnóstico precoce para o sucesso do tratamento e ensinam as mulheres a fazer o autoexame das mamas. Além do câncer, temas como alimentação saudável, prática de esportes e cuidados com a saúde são tratados de uma forma fácil com a comunidade das 14 unidades do programa de saúde da família, do PACS (Programa dos Agentes Comunitários de Saúde) e do CRESAM (Centro de Referência à Saúde da Mulher).

Muitas unidades têm feito atividades voltadas para as mulheres franciscanas no Outubro Rosa. Entre elas a equipe de Paramirim e Madruga que levaram à comunidade o depoimento de uma pessoa que enfrentou a doença. A atividade ainda contou com orientação de saúde bucal e a importância do autocuidado. No dia 27 de outubro, a equipe vai ao Madruga e convida a comunidade a participar.

Algumas equipes de saúde ainda investiram na beleza para conquistar a atenção das pacientes. Foram feitas limpezas faciais; maquiagens e pinturas de unhas. Tudo para agradar as mulheres que são as estrelas desta campanha.

A Unidade de Saúde da Família de São Bento ofereceu serviços como: palestra sobre o câncer de mama; orientação sobre o autoexame; depoimento de uma das integrantes do grupo Poderosas Iluminadas (Vilma); exibição do vídeo das Poderosas (produzido pela Assessoria de Comunicação de São Francisco do Conde em 2014); orientações sobre os direitos da pessoa com câncer e uma fala com a comunidade sobre o trabalho do Agente Comunitário de Saúde – ACS.

E não para por ai!  Foram realizados: 25 ultrassonografias; 25 atendimentos ginecológicos; 12 atendimentos de clínica médica; 14 preventivos; 65 aferições de pressão arterial; 12 verificações de glicemia capilar; 67 avaliações do índice de massa corpórea e avaliação nutricional; ações de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis com entrega de preservativos (42 pessoas) e realização de 25 testes rápidos de sífilis e hepatite C, apenas em São Bento.

O Centro de Referência à Saúde da Mulher – CRESAM levou as usuárias do serviço, no dia 13, uma atividade com o tema: Exercício físico: Uma visão terapêutica na saúde da mulher, com Emanuele Feliciano. E no dia 14, foi a vez da Vigilância em Saúde falar de Doenças Sexualmente Transmissíveis. A palestra foi ministrada pela enfermeira Loide Leite.

As atividades seguem ao longo do mês nas unidades de saúde de forma gratuita.