População franciscana recebeu a centelha do fogo simbólico no último sábado (30)

O Fogo Simbólico da Independência da Bahia chegou no final da tarde do último sábado, dia 30 de julho, a São Francisco do Conde. A tocha percorre as cidades do Recôncavo Baiano que foram protagonistas na luta pela Independência do Estado, entre elas, Cachoeira, Santo Amaro e São Francisco do Conde. Autoridades municipais e o povo franciscano, mais uma vez, participaram desse momento histórico para o município.
Estiveram presentes no ato cívico diversas autoridades de São Francisco do Conde e da cidade de Santo Amaro, entre eles: o vice-prefeito e secretário de Governo, Carlos Alberto Bispo Cruz (Nem do Caípe), o prefeito de Santo Amaro, Flaviano Rohrs, o presidente da Câmara de Vereadores do município, Venilson Souza Chaves (Cravinho), o secretário da Educação, Marivaldo do Amaral, o secretário de Desenvolvimento Social e Esportes, Aloísio Oliveira, o secretário de Serviços, Conservação e Ordem Pública, Amarildo Guedes, o secretário de Cultura, Osman Ramos, a secretária da Fazenda, Natalice Lourenço, a chefe de Gabinete e Ana Cristina Marques. Ainda do município de Santo Amaro, estiveram o secretário de Esportes e Lazer, José Carlos, a secretária de Desenvolvimento Social, Marília Rocha, o secretário de Ordem Pública, Capitão Washington Luís e o secretário da Fazenda, Valdemiro da Paixão.
O vice-prefeito e secretário de Governo de São Francisco do Conde, em seu pronunciamento, agradeceu imensamente aos atletas do município, ao público que compareceu a Praça da Independência, bem como as autoridades presentes. O gestor também agradeceu o presente que lhe foi entregue pelas mãos do prefeito da cidade de Santo Amaro e a presença dos seus representantes e atletas. Na oportunidade, o vice-prefeito destacou a importância da participação das crianças nesse momento histórico para os franciscanos.
É muito importante termos aqui essas crianças participando desse momento, pois não podemos deixar essa chama se apagar, a exemplo disto também cito aqui o livro da professora Ana Clara Ferreira, lançado recentemente, e que eu tenho um exemplar, que conta também a nossa história e a participação do povo franciscano nas lutas pela Independência da Bahia e do Brasil. Viva o 2 de Julho! Viva São Francisco do Conde!
O secretário da Educação, Marivaldo do Amaral, também saudou as autoridades presentes na solenidade, aos atletas e ao público que aguardou ansiosamente pela chegada do Fogo Simbólico. Ele também falou sobre o trabalho que vem sendo realizado pela SEDUC em prol da importância do município nas lutas pela Independência do Brasil. “A Secretaria da Educação tem desenvolvido um trabalho com o objetivo de, a cada dia mais, conscientizar os nossos estudantes, as nossas crianças quanto a importância de São Francisco do Conde no 02 de Julho e na Independência do Brasil. Após a minha fala, vocês terão a oportunidade de ouvir o professor José Marcelo, que juntamente com o professor José Jorge do Espírito Santo, conhecido como “Tchuri”, coordenam um trabalho na rede municipal da educação, dando formação continuada aos nossos professores e gestores para que essa história que durante anos foi invisibilizada nos livros possa chegar nas mentes e corações das nossas crianças, para que eles possam ter a certeza da importância do 02 de Julho para nós, na contramão do que os livros falam quanto ao 7 de Setembro“.
Já o secretário de Desenvolvimento Social e Esportes, Aloísio Oliveira, enfatizou a importância da perpetuação dessa história através das crianças. “Não podemos deixar esse momento morrer. Isso é fantástico para as nossas crianças, para a nossa história em geral, nos traz um grande pertencimento. Quero aqui deixar registrado o meu agradecimento a todos os atletas franciscanos que ano após ano, com muito vigor e presença de espírito, não deixam essa chama se apagar, aos voluntários que muito contribuíram para esse momento e também aos funcionários de todas as secretarias envolvidas nesse Ato Cívico. Viva o 2 de Julho!“.
O professor José Marcelo foi convidado para discorrer sobre as lutas pela Independência da Bahia e do Brasil, e enfatizou a grande importância do Recôncavo Baiano para essa conquista.
A saída do Fogo Simbólico do município aconteceu no  dia 01 de julho, às 6:30h, onde seguiu para o município de Candeias.