Projeto Voluntários da Leitura é realizado em escola do Monte

Na sexta-feira, 06 de outubro, a Escola Municipal José de Aragão Bulcão, localizada no Monte Recôncavo, realizou a primeira edição do projeto Voluntários da Leitura, na atual gestão da unidade. O projeto, que já ocorreu anteriormente, é um sucesso entre os alunos e tem por objetivo principal aproximar a família da escola.

O Voluntários da Leitura consiste na narração de histórias para crianças da Educação Infantil, que possuem de 2 a 5 anos de idade. O diferencial é que os contadores são os próprios pais e mães de alunos. O primeiro pai a participar dessa atividade foi Sinésio, que contou a história “A Raposa”, envolvendo as crianças no universo da imaginação.

Segundo a diretora da unidade escolar, Thaiana Nascimento, a intenção é que o projeto aconteça toda semana, nos dias de quarta ou sexta-feira, a depender da disponibilidade dos pais. Durante a ação, os alunos se reúnem no pátio da escola para acompanharem juntos, a narração do livro, escolhido pelos próprios familiares dos pequenos estudantes.

Outro projeto de incentivo à leitura, desenvolvido pela Escola José de Aragão Bulcão, é o Sacolinha da Leitura, em que, nos dias de sexta-feira, a criança leva para casa um livro infantil, que deverá ser lido por algum responsável durante o fim de semana. Na segunda-feira, a criança devolve o livro e reconta para os colegas o enredo da história.

A ideia é mostrar para a criança que em casa também se pode ler, desmistificando a ideia de que apenas os professores podem conta ou ler histórias, além de criar uma relação afetiva maior da criança com o livro, já que ele vai passar um fim de semana cuidando daquele volume e ainda trabalhar o reconto de histórias, e na segunda-feira compartilhar na rodinha a sua experiência”, explicou Thaiana.

Para o secretário da Educação Marivaldo do Amaral, projetos como o Voluntários da Leitura e Sacolinha da Leitura são de extrema importância para a construção de uma educação de excelência, como meta da gestão Evandro Almeida. “Acredito que desenvolver o gosto pela leitura desde a mais tenra idade é o melhor caminho para atingirmos maiores índices de aprendizagem em nossa rede, contribuindo para a formação de estudantes comprometidos com os estudos, o que significa a oportunidade de se tornarem excelentes profissionais e cidadãos de bem, em um futuro mais justo”.