Representantes de secretarias realizam visita técnica em patrimônios históricos do município

A secretária de Turismo de São Francisco do Conde, Ússula Flávia, e representantes de diversas secretarias municipais, realizaram na última segunda-feira (31) uma visita técnica aos patrimônios históricos do município. O roteiro incluiu a Igreja de Nossa Senhora do Monte Recôncavo, Igreja do Vencimento, Convento de Santo Antônio, Praça da Independência e a Escola Agrícola, localizada no bairro de São Bento das Lages.

A ação fez parte do Projeto “São Francisco do Conde na Palma da Mão e na Sola do Pé”, que tem como objetivo despertar o sentimento de pertencimento e identidade do povo franciscano, especialmente dos estudantes da rede municipal de ensino e beneficiários do Educa Chico e de programas sociais, como PAS e Bolsa Família. A ação também visa fomentar a economia local através do empreendedorismo e do desenvolvimento sustentável.

A gente entende o turismo como uma porta de saída para os benefícios do PAS, do Bolsa Aluguel e de tantos outros benefícios e programas sociais, porque não dá para ficar o tempo inteiro apenas com o benefício. Queremos que as pessoas percebam que em torno desses locais existem outras possibilidades de empreendedorismo. É preciso perceber a existência de um negócio a partir desse contexto, seja na culinária ou na produção do artesanato. Essa visita técnica serve também para pensarmos em uma estrutura de apoio e de condições de empreendedorismo para que o roteiro seja efetivado com sucesso”, ressaltou a secretária Ússula Flávia.

Nessa perspectiva, o educador, pesquisador, geógrafo e escritor do município, José Jorge do Espírito santo, ressaltou a relevância do projeto para o conhecimento dos estudantes sobre a história do município. “O projeto tem uma importância ímpar, porque vai propiciar ao alunado um conhecimento da história da cidade sobre o patrimônio material e imaterial. Irá propiciar ao aluno uma oportunidade de conhecer a história para que no futuro ele seja um multiplicador e com o potencial turístico que São Francisco do Conde até poderá ser um empreendedor. É o que nós esperamos, e eu como educador e pesquisador me coloco à disposição para contribuir nesse sentido”.

No decorrer da visita técnica e a cada local de parada, o historiador franciscano Gliuson do Carmo contava aos presentes um pouco da história de cada monumento, local e paisagem. “Estamos partindo do princípio de que quem conhece a história, preserva. É preciso que as pessoas comecem a acreditar na cadeia produtiva do turismo, nesse atrativo do turismo e, com isso, gerar uma renda que pode ser uma alternativa para o desenvolvimento da economia local”.

Após a visita técnica e a avaliação de todos os presentes, assim como adequações estruturais mediante o que foi analisado pelos representantes das secretarias, a primeira visita efetiva realizada com estudantes têm datas previstas para acontecer no dia 16 de agosto, com os alunos do Instituto Municipal Luiz Viana Neto.

Vale ressaltar que as secretarias da Educação, de Cultura, de Direitos Humanos, Cidadania e Juventude, de Comunicação e de Desenvolvimento e Esportes também estão envolvidas nessa ação.