São Francisco do Conde vai ganhar um moderno pier

Através de uma inédita parceria com o Governo Federal, através do Ministério do Turismo – MTur, a Prefeitura de São Francisco do Conde irá construir um moderno píer, que irá gerar mais desenvolvimento socioeconômico, além de geração de emprego e renda para os franciscanos através do fomento ao turismo.

O processo para a construção do píer anda a passos largos, onde já houve o encaminhamento do empenho do recurso, mediante o Ministério do Turismo, e, agora, o próximo passo a ser dado será o de apresentar o projeto junto a Caixa Econômica Federal – CEF para aprovação e repasse dos recursos, para que, então, o município possa executar o processo licitatório para a construção desse grande projeto. A estimativa é que dentro de um prazo de 90 dias todo esse processo seja concluído e que, a partir de 2018, o tão esperado píer seja construído em São Francisco do Conde.

A Secretaria Municipal de Projetos Estratégicos (SEPROJE) é a pasta responsável pela captação desses recursos nas esferas dos governos Federal e Estadual para a execução de obras desse tipo e de outros moldes para o município. “Entendemos que esse píer será um ponto fundamental para o fomento do turismo no município. Essa obra, além de gerar empregos, irá proporcionar mais uma alternativa de transporte para a população, pois o objetivo também é fazer um ponto náutico, onde iremos solicitar do órgão responsável pelo transporte marítimo uma linha entre São Francisco do Conde, Madre de Deus e Salvador para que o nosso munícipe tenha mais um opção de deslocamento para essas cidades”, disse o secretário da pasta, Ruy Barbosa.

A construção do píer irá transformar, de fato, São Francisco do Conde num ponto turístico da região e, é nesse sentido, que a Secretaria Municipal de Turismo (SETUR) vem desempenhando um grande papel na gestão juntamente com a SEPROJE e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), para que esse projeto, após a sua efetivação, seja um referencial para a geração de emprego, qualificação profissional dos munícipes e ampliação da renda local. “É incontestável a potencialidade do município de São Francisco do Conde para o turismo e essa obra representa um marco para a história do município, pois, trata-se de um equipamento moderno e devidamente adequado que passa a integrar o município a Baía de Todos-os-Santos através de regionalização e da integração com os outros municípios. Nós saímos na frente do PRODETUR Baía de Todos-os-Santos [Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo], pois a concretização dessa obra oportuniza, desde a sua concepção, a geração de emprego e ampliação da renda local. Tudo isso com foco na integração socioeconômica através do aquecimento da cadeia produtiva do turismo. Mais uma vez, São Francisco do Conde revela sua potencialidade através de um projeto muito bem articulado, muito bem pensado e que tem como propósito fazer a diferença do turismo nessa região e quiçá na Bahia e no Brasil como um todo”, descreve a secretária de Turismo Ússula Flávia.

 

Vantagens socioeconômicas: O píer irá gerar 80 empregos diretos durante a sua construção e mais 50 diretos após a inauguração da obra, utilizando-se de mão de obra de diversos profissionais como guias de turismo, marinheiros, garçons, cozinheiros, vigilantes, entre outros.

 

Fomento do turismo no município: Com a construção dessa obra, o município de São Francisco do Conde passará a ofertar nos roteiros oficiais da Baía de Todos-os-Santos, linhas regulares de barcos e escunas.

 

Um marco de modernização: A construção desse empreendimento na sede do município será um marco de modernização, mobilidade e desenvolvimento local através de um projeto inovador que contará com uma grande estrutura composta por uma passarela coberta de 149 metros, deck flutuante para transporte de pedestres, Centro de Apoio ao Turista, iluminação de LED, restaurante e lanchonete com vista panorâmica para a Baía de Todos-os-Santos, dois flutuadores de embarque e desembarque pessoal e um atracadouro para as embarcações. Com todo esse investimento, estima-se que mensalmente 2.000 pessoas sejam beneficiadas com esse equipamento.