Seminário das ações exitosas da Educação de Jovens e Adultos é realizado pela Secretaria da Educação de São Francisco do Conde

Nesta segunda-feira (07), a Secretaria Municipal da Educação – SEDUC realizou, no auditório 02 de Julho, o Seminário das ações exitosas da EJA I e II, finalizando o Ciclo Formativo 2018 da Educação de Jovens e Adultos, que teve por objetivo promover formação continuada aos professores e coordenadores pedagógicos, buscando elevar a qualidade da Educação de Jovens, Adultos e Idosos e propiciar a (re)elaboração do currículo desta modalidade de ensino no município. O tema central do seminário foi o fazer pedagógico e as aprendizagens constituídas para a arte laboral e empreendedorismo.

“O seminário de ações exitosas da EJA teve como objetivo refletir sobre a importância da arte laboral e empreendedorismo no fazer pedagógico da EJA.  Durante o ano letivo foi realizado o ciclo de formação com professores e coordenadores da EJA I e EJA II, onde dialogamos sobre os saberes e fazeres na Educação de Jovens, Adultos e Idosos do município”, explicou a gerente da EJA, Jossilene Costa.

De acordo com a gerência, o Ciclo Formativo da EJA teve início no segundo semestre de 2018, como um espaço para reflexão crítica, coletiva e constante sobre a prática de sala de aula, ampliando e aprimorando os conhecimentos e ressignificando as ações direcionadas ao protagonismo juvenil e a educação popular. ”Abordamos sobre as dificuldades de aprendizagem com a orientação de Cleudia Fernandes; processo avaliativo na EJA e aspectos da Base Nacional Comum Curricular – BNCC a serem abordados nessa modalidade de ensino com Jainê Ribeiro e Ana Carolina Lima. Para finalizar, trouxemos hoje,  no seminário, a temática Historiando com os Fazeres da EJA numa perspectiva histórica com o Professor José Jorge do Espírito Santo e José Marcelo da Silva”, disse Jossilene.

Ainda no Seminário das ações exitosas da EJA I e II, cada escola presente apresentou uma atividade planejada e executada com cunho empreendedor, realizada com os alunos da Educação de Jovens e Adultos. ”Essa ação visou  valorizar e colocar em evidência  os saberes construídos numa relação de troca de experiência entre professores, estudantes e toda comunidade escolar”.

Misturando cores e artesanato foi o título de uma das atividades desenvolvidas na Escola Iromar Silva Nogueira, que apresentou uma exposição de telas pintadas pelos estudantes da EJA, inspiradas na obra do artista plástico Romero Brito. De acordo com Roberto Reis, gestor da unidade escolar,  ”o objetivo foi elevar a autoestima dos estudantes através da Arte, proporcionando uma arte que cura e, além disso, desenvolver habilidades artísticas e empreendedoras”. Para ele, ”este evento é muito importante porque coloca os estudantes da EJA  como grandes protagonistas e responsáveis por tudo  o que aprenderam durante este percurso”.

Segundo a direção da Escola Vera Maria Ferreira, que teve por tema Empreendedorismo na EJA, “esse seminário foi um momento de socialização das ações  realizadas nas escolas da EJA I e II, onde cada escola e suas turmas  mostraram um pouco sobre o que eles aprenderam e fizeram  durante o ano letivo 2018. Atividades essas  poderão ajudar a torná-los  empreendedores no futuro e, com isso, garantir a renda familiar  de cada um e o crescimento profissional e pessoal”.

Maria Lindaura dos Santos, de 59 anos, é aluna da professora Maria Julieta na Escola Navarro de Brito. Ela confessou ter amado a iniciativa do seminário, assim como todo o ano letivo. “Quando minhas colegas ficavam tristes no colégio, eu as fazia sorrir, e quando eu estava triste, elas me faziam sorrir”.

Maria apresentou, junto com sua colega Angelina Guedes do Bonfim e outros alunos, algumas das máscaras carnavalescas e pesos de porta confeccionados durante as aulas. ”É muito divertido estar na escola. Além disso, aprendi muita coisa depois que voltamos a estudar”, declarou D. Angelina, que possui 66 anos de idade.