SETUR promoveu seminários sobre Turismo Religioso e Turismo Étnico Afro

A Secretaria Municipal de Turismo (SETUR), de São Francisco do Conde, realizou nesta segunda-feira (16), os seminários do Proquali Setur, cujos temas foram: “Turismo Religioso” e “Turismo Étnico Afro”.

No período da manhã, a ação aconteceu no espaço de reunião da Igreja Matriz de São Gonçalo. Já no período da tarde, a atividade foi realizada no Terreiro Angurucena Dya Nzambi, com debates e reflexões acerca do Turismo Étnico Afro. A ação foi uma parceria com a Secretaria de Turismo do Estado da Bahia – SETUR/BA

Na oportunidade, o técnico da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia, José Tito Carvalho, e a coordenadora de Turismo Étnico da SETUR/BA, Tâmara Azevedo, discorreram para o público presente nos seminários sobre os principais atrativos turísticos e suas potencialidades, especificamente em São Francisco do Conde.

Para a secretária de Turismo de São Francisco do Conde, Ússula Flávia Pinto, “São Francisco do Conde é uma cidade eminentemente religiosa, onde podemos perceber um apelo para a fé na sede e nos bairros, onde temos vários padroeiros por localidade, e isso se traduz claramente nesse desejo de aquecer mais um segmento para o município. Quando nós trabalhamos paralelamente a estruturação de alguns produtos, como a requalificação da orla marítima, a vinda do complexo turístico e o nosso píer, nós também seguimos trabalhando e promovendo ações para capacitar as pessoas para atuarem nesses espaços. A SETUR tem investido fortemente em gente. Nós acreditamos que as pessoas são os nossos diferenciais competitivos para a consolidação do município como destino turístico. Temos fortalecido todos os segmentos potenciais e com o segmento étnico afro não seria diferente, isso se traduz claramente quando o município se preocupa em ter uma lei municipal que trabalha o fortalecimento dos terreiros como arranjos produtivos, quando nós investimos através da parceria com a Secretaria de Cultura do Estado na criação, na montagem e disponibilização do Portal Sagrado. Nós entendemos que os terreiros, além de trabalharem a fé, também podem oferecer visitação aos seus espaços, bem como a oferta de produtos.

Na oportunidade, a secretária também enfatizou o foco do seminário sobre Turismo Religioso. “É importante deixar claro que nós não estamos discutindo o fortalecimento do turismo religioso católico, mas, sim, o fortalecimento do turismo religioso dentro de todos os segmentos. Essa parceria com o Governo do Estado, através do Proquali Setur tem proporcionado novas possibilidades e reflexões. É justamente isso que nós queremos, aquecer essa cadeia produtiva com o máximo de segmentos que possam colocar São Francisco do Conde na posição que merece, que é de um grande destino turístico”.