Confira os destaques da 14ª edição do programa “São Francisco do Conde em Ação”

radioprograma

Nesta quarta-feira, dia 25 de fevereiro, foi ao ar a 14ª edição do programa de rádio “São Francisco do Conde em Ação”. A convidada de Mônica França e Henrique Pena desta semana foi a secretária de Planejamento do município, Silmar Carmo: “é um prazer estar participando do programa”, frisou.

A secretária falou sobre uma novidade que o município está trazendo para os moradores, um novo programa que será lançado e que vai ajudar na construção do planejamento urbano, que se chama: Sua Casa No Mapa. “Esse programa é uma parceria entre as secretarias de Habitação, Fazenda e Planejamento, e consiste em um cadastramento territorial, que será feito por agentes específicos em toda a cidade: nas ruas, escolas, casas, postos de saúde e vai funcionar como um senso municipal, cuja importância é colocar dentro das estratégias de trabalho da gestão informações reais que vão determinar os investimentos que vão ser feitos na cidade. É importante frisar também que os agentes de cadastramento serão pessoas do município”.

Silmar Carmo também explicou aos ouvintes como será feito, na prática, o cadastro: “o agente, fardado e portando crachá de identificação, vai pegar as informações com os moradores sobre o que tem na moradia, quantidade de pessoas que vivem ali e se a família recebe benefícios sociais. Esses agentes vão utilizar uma máquina igual a utilizada pelo censo e esse cadastro vai possibilitar também a Secretaria de Habitação fazer a concessão de títulos de propriedade dos imóveis”, destacou.

O próximo item debatido foi o encaminhamento dos trabalhos em torno do planejamento estratégico do município. “Hoje, São Francisco do Conde é um município de referência no Recôncavo, pois é o único da região que possui um planejamento estratégico, instrumento que prospecta o desenvolvimento da cidade para um prazo elastecido, que no nosso caso é de 20 anos. Isso significa pensar no município de uma forma macro, pensando nas pessoas, na cidade, na saúde, na educação, segurança, mobilidade urbana e uma cidade cada vez melhor pra se viver. Esse planejamento estratégico está dividido em quatro tópicos estruturantes: Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Econômico, Infraestrutura e Excelência na Gestão Pública. Salientando que é um trabalho coletivo, que vem se desenvolvendo há um ano, pelas diversas secretarias com a coordenação da SEPLAN”.

Outro tema em pauta no programa foi a Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), que recentemente apresentou seu projeto de expansão para os próximos anos em São Francisco do Conde e apresentou desafios enormes para o município, com demandas que vão desde a infraestrutura e saneamento até transporte, alimentação e moradia. “Eu acredito que a instalação da Unilab é um divisor de águas para o município, por que traz para a região um vetor de desenvolvimento. Há um mês, nós fizemos uma reunião técnica com as secretarias e, inclusive, com a participação do novo reitor da Unilab, Tomaz Aroldo da Mota Santos, onde se discutiu a chegada de 33 novos cursos que vão ser implantados no processo de expansão, sendo 03 novas engenharias e a expansão dos cursos de Humanidades. Além disso, nós estamos trabalhando para que em 2017 seja implantado o curso de Medicina, que vai fazer uma revolução no município. Estamos trabalhando muito pra isso e precisamos estar preparados, pois, além dos bônus de termos a Unilab no nosso território,  teremos muitos desafios e estamos atentos para que haja um ganho na qualidade de vida dos munícipes e também dos alunos da Unilab”.

A secretária também respondeu as dúvidas dos ouvintes e agradeceu a sua equipe, ratificando a participação dos técnicos de todos os setores da administração pública na construção das ferramentas de planejamento. “A gente entende a necessidade de trabalhar com parceiros e, por isso, montamos um curso com mais de 50 servidores, com o objetivo de capacitá-los para que trabalhassem melhor com temas como: licitação, gastos públicos, planejamento estratégico e outros. Fizemos as aulas com a ‘prata da casa’, por que entendemos que precisamos capacitar os nosso servidores, já que o serviço público é muito dinâmico”.

Por fim, Silmar Carmo agradeceu o convite e pediu que o munícipe receba bem o agente de cadastramento.