“Essa é uma contribuição que ajudará tanto na manutenção como na sobrevida do hospital”, diz diretor da Liga Bahiana Contra o Câncer

Nesta sexta-feira, 15 de setembro, a Prefeitura de São Francisco do Conde deu mais um passo na luta contra o câncer, com a assinatura do Convênio a título de Subvenção Social e/ou Auxílio Financeiro junto à Liga Bahiana Contra o Câncer (LBCC) – mantenedora do Hospital Aristides Maltez (HAM), entidade voltada exclusivamente para o papel social de atenção aos pacientes com câncer e sem recursos financeiros, sediado no bairro de Brotas, em Salvador.

O prefeito da cidade, secretários municipais, vereadores e assessores prestigiaram o momento, que foi definido pela secretária da Saúde Eleuzina Falcão como de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pelo HAM. “Esse é o reconhecimento do trabalho da Liga Baiana Contra o Câncer que, há mais de 100 anos, tem atendido toda população, além de ser um hospital de referência internacional. É um atendimento humanizado e um atendimento que, desde que abriu suas portas, nunca cessou um dia. É importante que os municípios reconheçam que essa instituição precisa de apoio, de aporte, para que cada vez mais ela consiga devolver a comunidade baiana um atendimento humanizado, digno de qualidade. Esse é um exemplo a ser seguido por outros municípios e São Francisco do Conde sente, nesse momento, que está realizando o seu papel, assegurando e avançando nas políticas sociais, e, apesar de toda crise que a gente está vivenciando no cenário municipal, estadual e nacional, é preciso estabelecer prioridades. Lembrar que a gente tem uma população que precisa e deve ser atendida com respeito, dignidade e de acordo com sua necessidade de tratamento de saúde”, relatou a secretária, que disse ainda que esta é apenas uma das ações da área. “A gente tá trabalhando, do ponto de vista social, para ter um acolhimento e um atendimento melhor ao paciente, melhorando a logística de transporte fora do domicílio. Estamos também assegurando o deslocamento nos fins de semana, para que o paciente tenha um tratamento humanizado”.

Atualmente, cerca de 150 franciscanos são atendidos no HAM e o valor de repasse da Prefeitura para a instituição é de R$ 160 mil. “Existe um consórcio formado entre São Francisco do Conde, Candeias, Madre de Deus e São Sebastião do Passé, onde o tema do Hospital Aristides Maltez tem sempre feito parte das nossas reuniões. Queremos avançar com essa pauta, levar até a UPB, para que o projeto possa ser abraçado por outros municípios, porque esta é uma instituição de respeito, que merece a contribuição de todos nós. Em novo do povo de São Francisco do Conde e daqueles que lá são atendidos, eu agradeço por tudo que vocês têm feito por cada um de nós”.

Para o Sr. Bráulio Franco, diretor de Marketing do HAM, o convênio, iniciado em 2014 com São Francisco do Conde, tem surtido efeito positivo. “O exemplo de São Francisco do Conde está sendo copiado por outros municípios da Região Metropolitana. Foi um projeto, fruto do trabalho árduo de uma equipe, que desemboca em uma lei aprovada pela Câmara de Vereadores. Um projeto pioneiro que se tornou um multiplicador”.

Atualmente, o Hospital Aristides Maltez atende 3.000 pessoas por dia, conforme afirmou Carlos Santa Rosa, diretor executivo e tesoureiro da Liga Bahiana Contra o Câncer. “Esse convênio é de suma importância para o hospital. Cada paciente em tratamento de câncer nos custa R$ 3.950. Atendemos por dia 3.000 pessoas e temos um custo com tratamento e medicação R$ 6 milhões/mês, com custo total do hospital de R$ 10 milhões por mês. Hoje, o HAM tem o maior parque de equipamento de radioterapia do Norte-Nordeste. É um hospital de referência e, inclusive, tratamos pessoas de outros estados, quando aparecem, não fechamos as portas”. Ainda de acordo com o diretor da LBCC, cerca de 120 municípios, dos 417 municípios baianos têm algum tipo de convênio firmado com a instituição. “Temos trabalhado muito para aumentar os convênios. Essa é uma contribuição que ajudará tanto na manutenção como na sobrevida do hospital”, finalizou.