Muitos elogios à formação continuada realizada pela SEDUC

A formação continuada, realizada pela Secretaria Municipal da Educação – SEDUC em parceria com a IBRADESC, segue seu calendário arrancando elogios dos participantes. Durante a semana, secretários escolares, vice-diretores e diretores vêm participando das capacitações, que dessa vez teve por foco o PPP – Projeto Político Pedagógico.

Na terça-feira (24), a formação foi direcionada para secretárias; na quarta (25), para vice-diretores; e nessa quinta (26), voltada para diretores escolares. Apenas na terça-feira não foi trabalhado aspectos do PPP, mas características da Redação Oficial, com a professora Rosane Rios.

O professor João Grilo, que conduziu a formação da quarta-feira, abordando a reeducação docente e estratégias para alcançar a excelência na administração das escolas, foi bastante elogiada por quem esteve presente à atividade. Uma das mais entusiastas foi Márcia Santana de Jesus, vice-diretora da creche Maria das Mercês Salles Brasil: “pessoa maravilhosa, conhecimento absurdo, gigante em suas considerações, grande incentivador e  agente de melhorias em questões educacionais, e não de mudanças, pois o termo ‘mudança’ não denomina apenas na sua positividade, como ele mesmo colocou” e completou: “parabenizo a equipe da SEDUC pelos excelentes  profissionais, em especial esse que  deu um show de sabedoria e competência, em pé milhões de aplausos” .

A fim de introduzir a formação aos gestores escolares sobre o PPP, nessa quinta, a professora Leila Andrade distribuiu mensagens individuais com a temática “caminho” e pediu aos diretores que lessem cada uma. A frase que coube à gestora da  Escola Bartolomeu dos Santos Matos, Ednalva Alves Casais, finalizava com a seguinte sentença: “para caminhar para trás basta ficar parado”.

O tema foi escolhido porque, segundo a formadora, no processo de construção do PPP “se requer muita revisão, onde a crítica é um item essencial para corrigir o caminho”. A professora também ressaltou que o PPP “é muito particular de cada escola. É um documento vivo, que sempre pode ser revisto”.

Durante a formação, foi-se acentuada a importância da gestão democrática, onde todos participam da solução de problemas. Também se explicou que o PPP deve se basear em fundamentos éticos e políticos, epistemológicos e didático-pedagógicos. ”Queremos ensinar para que se repita ou para causar uma transformação na sociedade?”, questionou Leila, que reforçou que a prática docente não deve ser uma crença particular do professor, mas da gestão da escola como um todo.

Segundo a diretora Ednalva, “é indispensável a nossa participação na formação, pois a reciclagem é necessária. Os cursos são direcionados às nossas necessidades, auxiliando muito no nosso trabalho. Esse é um grande investimento da Prefeitura”.