Saúde fez balanço e apresentou resultados no Seminário de Avaliação das Ações de Saúde 2018

A Câmara Municipal de Vereadores de São Francisco do Conde foi palco da apresentação do Seminário de Avaliação das Ações de Saúde 2018, cujo objetivo foi prestar contas aos profissionais e a comunidade franciscana das ações e números atingidos no ano em curso.

A mesa de abertura contou com a presença do secretário de Governo e vice-prefeito, Carlos Alberto Bispo Cruz; do assessor José Raimundo Fonseca, representando o presidente da Casa Legislativa, Venilson Chaves; das secretárias de Planejamento Silmar Carmo e Saúde, Eleuzina Falcão. E, além das autoridades municipais, participariam da atividade duas representantes do estado.

Nosso agradecimento a gestão estadual que tem nos apoiado e está sensível as questões de saúde do nosso território. Gostaria de dizer que toda instituição que tem como missão assistir ao ser humano precisa avaliar a qualidade da assistência. É preciso ter clareza na hora de planejar,  avaliar e corrigir as rotas de trabalho“, frisou a secretária da Saúde Eleuzina Falcão.

Fico feliz quando tenho a missão de representar a gestão municipal nesses eventos de prestação de contas, pois é a prova de que estamos trabalhando com compromisso e transparência“, declarou o secretário de Governo e vice-prefeito, Carlos Alberto Bispo Cruz.

Um dos principais avanços conquistados pelo município foi atingir a cobertura de 100% do território com equipes de Saúde da Família: Hoje, São Francisco do Conde conta com 16 equipes: Monte Recôncavo, Caípe de Cima, Muribeca, Paramirim, Socorro, São Bento, Nova São Francisco, Campinas, Jabequara, Engenho de Baixo, Baixa Fria, Caípe de Baixo, Santo Estevão, Colmonte e Centro I e II, além das Unidades Satélites. No total, o município atende quase 42 mil pessoas através do Programa de Saúde da Família.

Ao longo do ano, foram mais de 51 mil consultas com médicos e enfermeiros. 11 mil atendimentos de odontologia e mais de 128 mil visitas de agentes de saúde às residências.

Além disso, o município passou a contar com novos serviços na rede, a exemplo do Núcleo Integrado de Cuidados à Criança e à Pessoa com Doença Falciforme Rilza Valentim, que integra em um mesmo espaço, na Avenida Juvenal Eugênio de Queiroz – Baixa Fria, o ambulatório de pediatria com atendimento multiprofissional com psicólogos e nutricionistas para acompanhar o desenvolvimento das crianças e a continuidade do serviço de cuidado e acompanhamento às pessoas com doença falciforme com hematologista.

Também a entrega do Complexo de Saúde do Caípe de Baixo, que uniu no mesmo espaço a Unidade de Saúde da Família do bairro e o Núcleo de Atenção à Mulher. Com esse serviço, a comunidade do entorno recebeu uma Farmácia Básica, um Núcleo de Atenção à Mulher com atendimento de ginecologista, obstetra para gestantes de alto risco, mastologista, nutricionista, assistente social e um estúdio de pilates e fisioterapia. O local também possui uma Farmácia Natural com chás e ervas que podem estar associadas a outros medicamentos, com o consumo orientado.

A comunidade franciscana ganhou, em 2018, dois novos e importantes equipamentos de saúde: a nova ala obstétrica no Hospital Docente Assistencial Célia Almeida Lima, um ambiente mais acolhedor e com mais cuidado e respeito ao processo natural do parto, além de uma nova e completa Unidade de Saúde da Família no bairro do Centro II.

A SESAU também investiu na compra de veículos para atender a demanda da Secretaria.

Nas imunizações, o município conseguiu a marca de 102% de cobertura na vacinação contra Influenza; Para campanha antirrábica 82% dos cães foram vacinados e 129% dos gatos.

Já a campanha contra sarampo e pólio superou a meta e atingiu 100% de cobertura.

Avanços na Saúde Materno-infantil

O município conseguiu a implantação do cartório cidadão, no Hospital Docente Assistencial Célia Almeida Lima, ou seja, a criança já sai devidamente registrada do hospital. Além disso, o número de gestantes com sete consultas ou mais no Pré-natal atingiu 64%; e a SESAU avançou na implantação da vinculação, o que significa dizer que a gestante antes do parto conhece as estruturas e equipe de saúde que vão atuar em seu parto, dando mais segurança à mulher; outro grande avanço é que as gestantes de alto risco passaram a ser atendidas no Complexo de Saúde do Caípe de Baixo, facilitando o acesso de toda a região as consultas.

Cirurgias  

Em parceria com o Governo do Estado, o município franciscano ofertou a comunidade Cirurgias de: vesícula, histerectomia (retirada do útero e mioma), hérnia umbilical, hérnia epigástrica (acima do estômago e região) e hérnia inguinal (virilha). Foram cerca de 120 cadastrados e mais 83 usuários cadastrados para cirurgias de Catarata.

Atenção Hospitalar

No Hospital Célia Almeida Lima, além de avanços na estrutura e humanização dos espaços comuns, a unidade ofertou 561 partos até outubro de 2018; 08 mil exames de raio X e 12 mil consultas especializadas, além de exame de ultrassonografia e ECG, que somam mais de 3 mil atendimentos cada.

Além das ações de cuidado e tratamento de doenças, A SESAU investiu em ações de prevenção como os projetos Saúde Mais Perto de Você e São Francisco do Conde é 12 por 8 e com ações voltadas a detecção precoce do câncer através das Campanhas Mundiais Outubro Rosa e Novembro Azul, entre outras.

Nos avanços e perspectivas para 2019, a secretária Eleuzina Falcão frisou a implantação da Policlínica Regional de Saúde em território franciscano em 2019; as obras do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS e a entrega da Academia da Saúde; a eleição do Conselho Municipal de Saúde – CMS; e os prêmios, nacional e estadual, conquistados por São Francisco do Conde neste ano de 2018.