Cultura Mais: Projeto Trilhando na Cultura realizou Sarau Literário

O Projeto Trilhando na Cultura fez mais uma das suas atividades na Escola São Bartolomeu, em São Bento, nesta sexta-feira (26). Jovens da comunidade mostraram seus talentos através de poesias, canções, literatura e mais. O que não faltou foi talento e criatividade nas apresentações.

O tema do evento foi “São Bento conversando com sua história” e o objetivo foi ressaltar as belezas e a cultura do bairro. “Ao todo foram quatro projetos contemplados pelo edital do Cultura Mais, entre eles o Trilhando na Cultura, e uma das atividades deste projeto é esse Sarau. A Secretaria de Cultura lançou o edital e os produtores culturais submeteram seus projetos, que foram aprovados e custeados pelo Fundo Municipal de Cultura”, explica a diretora de Cultura, Joelza Menezes.

Nós tínhamos o sonho de realizar projetos sociais na comunidade e não tínhamos verba para abranger vários jovens e crianças, e quando o edital foi lançado vimos essa oportunidade e fomos contemplados! Nossa vontade com este projeto era mostrar que São Bento é um celeiro cultural e que isso é pouco valorizado. Queríamos incentivar as crianças à leitura e à literatura e desenvolver o sentimento de pertencimento. Nós vamos produzir um livreto chamado ‘São Bento Conversando com Sua História’, que vai registrar tudo que produzimos no projeto. Ao todo são beneficiadas 20 crianças”, explicou Márcia Vieira, proponente do projeto. “Nossa principal atividade foi a barcoteca e o turismo náutico, onde as crianças navegaram pelas águas históricas do bairro e, a partir disso, visitamos todas as ruínas e monumentos da comunidade e eles estão recontando essas histórias através de cordel, contos, poemas e parodias”, completou Nayane Jesus Pinto, vice-coordenadora da ação.

Ao todo, o edital Cultura Mais ofertou: I. cursos de Idiomas Instrumentais, para capacitar os fazedores de cultura, em bairros da sede, a exemplo dos grupos de samba, com a produção de uma cartilha bilíngue (Português – Inglês) contando a história de cada grupo. II. Casa De CulturaNegra Obassi, em São Bento, cujo objetivo é a utilização dos saberes da religião de matriz africana, predominantemente oral, na composição e feitura das diversas vertentes da arte negra, através da dança dos orixás, conhecimento de plantas do axé, preparação de atores para a montagem de espetáculos teatrais voltados para o axé e artesanato. Também no bairro de São Bento, III. Projeto Trilhando na Cultura, que promove a formação de guias mirins culturais, estimulando a relação de pertencimento, por meio da leitura e vivência. Como conclusão do projeto será realizado um livreto com a história da comunidade de São Bento que, posteriormente, será distribuído nas escolas.

Já em Paramirim, no sábado (27), aconteceu a culminância do projeto de cunho religioso ‘Povo Negro Nossa Raiz’, com o objetivo de promover, envolver, difundir e divulgar a importância da valorização da cultura afro-brasileira, através de oficinas, palestras, bate-papo e apresentações de artista e grupos culturais no segmento afro.