Eleição do Conselho Municipal de Juventude de São Francisco do Conde aconteceu nesta terça-feira, dia 10 de outubro

A eleição do Conselho Municipal de Juventude de São Francisco do Conde aconteceu na última terça-feira, dia 10 de outubro, no Centro de Estudos e Aperfeiçoamento do Saber (CEAS), na localidade do Caípe de Cima.

Na oportunidade, foram eleitos representantes de diversos segmentos: entidades de representação de estudantes secundaristas; entidades de representação de estudantes universitários; entidades e movimentos religiosos; movimentos, associações, grupos culturais e organizações juvenis; e, Organizações Não Governamentais e organizações da sociedade civil de interesse público.

No segmento universitário foi eleito como titular, o estudante Rodrigo Almeida, membro da Comissão Universitária Franciscana, e como suplente foi eleito o estudante da UNILAB, Iure Santos. Representando as Organizações Não Governamentais e organizações da sociedade civil de interesse público, foi eleita Amanda Souza, pelo Lindroamor Axé. Neste caso, como foi a única candidata a se inscrever, a organização deverá indicar outro representante para suplente. Pelo segmento de associações e grupos culturais, foram eleitas as representantes Luíza Gabriele Ferreira Santos (grupo teatral Beijimirô), como suplente, e Samara Lima Nogueira (Associação Beneficente do Paty), como titular. Pelo segmento religioso de matriz africana, foi eleita Tainara de Jesus Souza. Pelo segmento secundarista, foram eleitos os estudantes Jonathan Souza (Colégio Estadual Ana Junqueira Ayres Tourinho – CEAJAT), como titular, e Lídia Menezes (Colégio Estadual Martinho Salles Brasil), como suplente.

O Conselho Municipal de Juventude, órgão colegiado, autônomo, de caráter permanente, deliberativo, consultivo e fiscalizador, representante da população jovem, tem por finalidade formular e propor diretrizes voltadas à promoção de políticas públicas de juventude, fomentar estudos e pesquisas acerca da realidade socioeconômica juvenil de São Francisco do Conde.

O secretário de Direitos Humanos, Cidadania e Juventude (SDHCJ), de São Francisco do Conde, Márcio Junqueira, enfatizou esse momento como sendo muito importante na luta para garantia de direitos para a juventude. “É um passo muito importante, muito relevante na garantia dos direitos da juventude, pois a juventude é o presente, mas também é o futuro. Precisamos assegurar esses direitos oportunizando esses jovens, dando vez e voz enquanto gestão pública. Esse é um trabalho da gestão do prefeito Evandro Almeida, não só a preocupação com a saúde e com a educação, mas, principalmente, com a juventude enquanto Secretaria de Direitos Humanos, Cidadania e Juventude”. Na ocasião, o secretário também salientou que a SDHCJ sempre procura ir ao encontro da juventude franciscana em diversos espaços. “Esse era um anseio da própria comunidade, então, descentralizar essa atividade foi algo estratégico que a gente traz o poder público para junto da comunidade”.

O vereador Edcarlos de Almeida Vasconcelos (Pita de Gal) também esteve presente no evento e salientou essa importância de políticas públicas para a juventude em diversas áreas sociais. “O nosso mandato já vem debatendo com o prefeito alguns anseios da juventude franciscana. O jovem de hoje é o presente e o futuro da nossa cidade e do nosso país. Eu fui um jovem que passei por dificuldades e, de fato, acredito nesses jovens para que possam galgar caminhos muito maiores. É preciso oportunizar a juventude e criar perspectivas de crescimento profissional através da educação”.

Eu me sinto honrado e feliz por participar desse momento, até porque tenho uma participação ativa nesse movimento de juventude há muito tempo e é interessante a gente ver como esses meninos têm crescido, tem se desenvolvido. O processo não para, e pra quem achou que aquilo era coisa de momento, hoje está vendo que a semente que a gente plantou começa a dar frutos e darão ainda muito mais para a nossa cidade, porque a gente começa a entender que a juventude está cada vez mais interessada em participar da vida ativa do município, das decisões do município, de cobrar aquilo que o segmento de juventude necessita para a sua sobrevivência e para o seu desenvolvimento. Nesse sentido, a gente fica muito feliz por isso. É um marco na história de São Francisco quando percebemos que as coisas continuam caminhando e a gente ainda tem muito a construir. A minha satisfação é enorme no dia de hoje em perceber o quanto a gente pôde fazer por essa juventude e o quanto eles cresceram e estão se desenvolvendo, tornando-se autônomos. É preciso que esse movimento continue para que outras gerações que estão chegando também se apropriem disso e tomem consciência do seu papel, bem como continuem construindo cada vez mais a cidade que a gente merece”, ressaltou o superintendente de Relações Institucionais, da Secretaria Municipal de Governo (SEGOV), Eliezer de Santana.

Representando o segmento secundarista, foi eleito o jovem estudante Jonathan Souza, de 18 anos, que mora no bairro da Muribeca. “Para mim é um grande prazer estar representando os jovens do nosso distrito, que muitas vezes pensamos não ter voz. Eu pretendo, juntamente com eles, levar até o poder público os nossos anseios. Juntos iremos lutar e conquistar cada vez mais espaços na sociedade”.