Hamilton e Reynaldo são campeões de Velocidade na Terra em São Francisco do Conde

Depois de uma semana de chuva intensa, São Pedro garantiu seu lugar de honra na final do Campeonato Baiano de Velocidade na Terra e veio acompanhado de um “sol de rachar”. Numa manhã de muito calor, os pilotos cumpriram o prometido e não faltou o tradicional show de adrenalina e velocidade.

Já com o título defindo em favor do piloto de Mata de São João, Romero Sampaio (763), que nem compareceu na última prova, os primeiros a irem para a pista foram as gaiolinhas da categoria Kart Cross. Sem o campeão na disputa, o caminho ficou livre para Ramon Alves (737) travar um belo duelo com Diego França (04) que foi o mais rápido na tomada de tempo.

Após a bandeirada, Ramon assumiu a primeira colocação, sendo perseguido de perto pelo piloto mais rápido, Diego que estava empenhado em conquistar a primeira vitória na categoria. Pilotando com muita vontade, Diego sobrou na curva da reta dos boxes e viu seu adversário abrir quase meia pista até ele voltar à corrida. Na segunda bateria, os pilotos repetiram a mesma colocação da primeira.

Após as duas baterias da Kart Cross, foi a vez da Speed e da Turismo, que ainda tinha disputa pelo título de campeão entre Hamilton Santos (714) e José Nicolau (771), entrarem juntas na pista. Após conquistar a pole position, o piloto de Mata de São João, Reynaldo Lucas (369), da Speed, teve problemas para botar o Fusca para andar e não conseguiu largar.

Reynaldo Lucas assistiu do boxe Maiquel Silva (14) vencer as duas baterias, seguido de David Teixeira (5). O resultado não foi suficiente para tirar o quarto título da categoria para o representante de Mata de São João. “Foi uma temporada tranquila. Pena foi a pequena quantidade de adversários. Tive problemas nas duas primeiras etapas, depois de uma batida no final da reta. Então, fiz uma temporada de recuperação, fiz pole e venci em todas as etapas, menos nesta última que, apesar de ter feito a pole, na hora da largada, o carro não ‘quis’ funcionar e nem entrei na pista“, conta o piloto Reynaldo Lucas.

Na Turismo, a disputa entre os pilotos Hamilton  Santos (714), de Salvador, e José Nicolau (771), de Camaçari, se estendeu por todo o ano e não acabou depois da bandeirada. Com pouca diferença entre os pilotos, o campeão só foi conhecido após feitos os descartes dos quatro piores resultados, no total de 12 baterias disputadas no ano.

Na frente da disputa, antes da bandeirada, Hamilton cravou a pole, largou na frente e abriu vantagem sobre o adversário, Nicolau, que não conseguiu alcançá-lo até a bandeirada final. Na segunda bateria, o campeão teve problemas. “Um vascilo da equipe. Não travaram o capô, que abriu e fechou um curto na bateria. Fui para o boxe, resolvi o problema, mas perdi duas voltas e não consegui mais entrar na disputa pela primeira posição“, contou o piloto.

Além de campeão da Turismo, Hamilton é, também, o presidente do Clube de Automobillismo da Bahia (CAB) e já está se movimentando para organizar a competição do ano que vem. “Este ano tivemos poucos carros, mas, devido ao sucesso da temporada, já temos quatro pilotos vindos do Kart, testando carros para ingressar na categoria no ano que vem. Estamos empenhados para atrair ainda mais pilotos para a Velocidade na Terra“, explicou o presidente.

O Campeonato Baiano de Velocidade na Terra tem o patrocínio da Petrobahia, Governo do Estado da Bahia, através da SETRE (Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte) e FazAtleta e da Prefeitura de São Francisco do Conde, através das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), de Turismo (SETUR) e de Serviços, Conservação e Ordem Pública (SESCOP). Tem supervisão da Federação de Automobiliso da Bahia (FAB), Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e a realização do Clube de Automobilismo da Bahia (CAB).

Campeonato Baiano de VNT – 11ª etapa:

Turismo:

1º) Hamilton Santos (714) – 26 pontos

2º) José Nicolau (771) – 20

3º) Kléber Doria (25) – 15

4º) Danilo Turkão (707) – 10

5º) Diego Batista (757) – NC OV

Pole – Hamilton (714) – 1m09s487

Melhor Volta: Hamilton (714) – 1m11s404

Speed:

1º) Maiquel Silva (14) – 25

2º) David Teixeira (5) – NC 8V

3º) Reynaldo  Lucas (369) – 1

Pole – Reynaldo Lucas (369) – 1m17s825

Melhor Volta: Maiquel Silva (14) – 1m17s157

Kart Cross:

1º) Ramon Alves (737) – 25

2º) Diego França (04) – 21

3º) Denison Sena (769) – 15

Pole – Diego França (04) – 1m18s506

Melhor Volta: Ramon Alves (737) – 1m11s037

Campeonato Baiano de VNT – 12ª etapa:

 

Turismo:

1º) José Nicolau (771) – 25

2º) Kléber Doria (25) – 20

3º) Hamilton Santos (714) – 15

4º) Danilo Turkão (707) – NC 10V

5º) Diego Batista (757) – NC 2V

Melhor Volta: Hamilton Santos (714) – 1m07s797

Speed:

1º) Maiquel Silva (14) – 25

2º) David Teixeira (5) – 20

3º) Reynaldo Lucas (369) – NC OV

Melhor Volta: David Teixeira (5) – 1m12s180

Kart Cross:

1º) Ramon Alves (737) – 25

2º) Diego França (04) – 20

3º) Denison Sena (769) – 15

Melhor Volta: Diego França (04) – 1m16s955

Classificação geral após 12 etapas:

 

Categoria Turismo:

1º) Hamilton Santos (714) – 183 pontos

2º) José Nicolau (771) – 180

3º) Kléber Doria (25) – 86

4º) Diego Batista (757) – 65

5º) Danilo Turkão (707) – 65

6º) Flávio Estrela (759) – 54,5

7º) Jackson Sodré (723) – 25,0

8º) Leri Ricardo (762) – 15,0

9º) Gustavo Ferreira (726) – 10,0

10º) Leonardo Gonzatto (700) – 7,5

11º) Fernando Hurst (729) – 4,0

12º) Antonio Neto (779) – 4,0

13º) Chinayter Carvalho (379) – 0,0

14º) Selma Moraes (31) – 0,0

15º) Rodrigo Meira (701) – 0,0

16º) Heckel Brandão (721) – 0,0

*Critério de desempate:

Diego Batista (757) – 2 segunda colocação e 1 terceiro

Danilo Turkão (707) – 1 segundo e 3 terceiros

Categoria Speed:

1º) Reynaldo  Lucas (369) – 206

2º) Maiquel Silva (141) – 155

3º) David Teixeira (5) – 90

4º) Charles Barreto (444) – 75,0

5º) Jorge Sena (332) – 27,5

6º) Helder Jackson (22)- 20,0

7º) Alexandre Martins (80) – 20,0

8º) Manoel Perez (333) – 0,0

Categoria Kart Cross:

1º) Romero Sampaio (763) – 155

2º) Ramon Alves (737) – 145

3º) Denison Sena (769) – 115

4º) Rodrigo Meira (40) – 75

5º) Diego França (04) – 40

6º) Antoni Morais (711) – 20

7º) Alexsandre Morais (304) – 6,0