Prefeitura irá recuperar a casa de Mário Augusto Teixeira de Freitas e transformá-la em Centro Cultural

129284319

Na manhã desta quarta-feira, dia 05 de junho, foi realizada pela Prefeitura de São Francisco do Conde e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a assinatura de um convênio que visa à restauração da casa de Mário Augusto Teixeira de Freitas, cidadão sanfranciscano e fundador do IBGE. A casa fica localizada na sede de São Francisco do Conde e o objetivo é transformá-la em um Centro Cultural que irá reunir cerca de 120 acervos.

O programa estrutural da Casa Mário Augusto Teixeira de Freitas será dividido por FOYER – onde os visitantes serão recepcionados; SALÃO DE CONSULTA E LEITURA – que abrigará uma mini biblioteca; MUSEU TEIXEIRA DE FREITAS – composto pelo acervo do próprio Teixeira de Freitas; SALA DE EXPOSIÇÃO – local onde acontecerão exposições de artes itinerantes; e, AGÊNCIA DE COLETA – destinada a atendimentos da demanda interna do IBGE.

Na ocasião, a prefeita chamou atenção dos jovens para a importância da conservação da cidade. “O futuro de São Francisco do Conde está nas mãos de vocês. São vocês que têm de assumir o compromisso para que a cidade seja bem cuidada”, destacou.

O superintendente do IBGE, Artur Ferreira Filho, destacou a satisfação em estar no município para assinar o convênio. “Agradeço a prefeita por cumprir a promessa de realizar este convênio e a todos os cidadãos de São Francisco do Conde por estar prestes a homenagear um dos cidadãos mais importantes do município. Essa homenagem é muito merecida, estão todos de parabéns”, finalizou.

Estiveram presentes à solenidade, a prefeita Rilza Valentim; a secretária de Cultura do município, Sandra Pitanga; o superintendente da unidade do IBGE na Bahia, Artur Ferreira Filho; o responsável pelo convênio, Teival Junior, e a assessora do IBGE, Rosa Quadros, além de outras autoridades e estudantes do município, tendo em vista que a assinatura do convênio aconteceu durante o VII Fórum Permanente de Juventude, na Câmara de Vereadores.

Mário Augusto Teixeira de Freitas nasceu em São Francisco do Conde, em 31 de março de 1890, ingressou em 1908 na Diretoria Geral de Estatística do Ministério da Agricultura, Viação e Obras Públicas, onde promoveu numerosas pesquisas estatísticas, até então inéditas no país. Formou-se em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais do Rio de Janeiro.

Em 1920, foi nomeado Delegado Geral do Recenseamento em Minas Gerais. Como Diretor do Serviço de Estatística Geral daquela unidade federativa lançou trabalhos importantes, entre eles o Anuário Estatístico do Estado, o Anuário Demográfico e o Atlas Corográfico Municipal de Minas Gerais.

A convite do Governo Provisório instaurado pela Revolução de 30, no Rio de Janeiro, organizou o Ministério da Educação e a Saúde Pública. A criação máxima do pensamento e ação de Teixeira de Freitas foi, sem dúvida, o IBGE. Baseado em seu plano de cooperação inter-administrativo entre as três esferas (federal, estadual e municipal) foi criado em 1934 e instalado em 1936 o Instituto Nacional de Estatística, o qual, a partir de 1938 passou a denominar-se Instituto Brasileiro da Geografia e Estatística.