Programa Saúde na Escola já levou informação para 6.300 alunos da rede municipal de ensino

Em São Francisco do Conde, a Secretaria da Saúde – SESAU conseguiu revolucionar o Programa Saúde na Escola, com o apoio da Secretaria da Educação – SEDUC. Em 2019, o município conseguiu levar as ações do PSE para cerca de 6.300 alunos da rede municipal de ensino. Nunca antes neste município tantos alunos foram contemplados pelas temáticas desse programa, que visa à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população.

O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.

Em São Francisco do Conde, o Centro Educacional Claudionor Batista teve a importante missão de trabalhar com os 269 alunos o tema “Prevenção das violências, com foco no bullying”.

A temática foi discutida pelos escolares e equipe de Saúde da Família do Monte Recôncavo, juntamente com a psicóloga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS.

O tema foi altamente produtivo e desafiador.

A prática do bullying consiste em um conjunto de violências que se repetem por algum período. Geralmente, são agressões verbais, físicas e psicológicas que humilham, intimidam e traumatizam a vítima. Os danos causados pelo bullying podem ser profundos, como a depressão, distúrbios comportamentais e até o suicídio.

O que é bullying?

É uma palavra que se originou na língua inglesa. “Bully” significa “valentão”, e o sufixo “ing” representa uma ação contínua. A palavra bullying designa um quadro de agressões contínuas, repetitivas, com características de perseguição do agressor contra a vítima, não podendo caracterizar uma agressão isolada, resultante de uma briga.

 Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/bullying.htm

Programa Saúde na Escola

Em 2019, foram realizadas 169 atividades coordenadas pela equipe de Saúde Bucal das Unidades de Saúde da Família (USF), em parceria com a equipe da USF.

Os temas mais trabalhados foram: saúde bucal (63); alimentação saudável (34) e ações de combate ao aedes aegypti (25).