“Um Poema Em Cada Árvore” desperta novos saberes nos estudantes da rede municipal

Um Poema Em Cada Árvore é uma iniciativa que utiliza as árvores como convite ao mundo da leitura. Idealizado pelo poeta Marcelo Rocha, o projeto amplia o acesso da população à poesia, em diversas partes do país. E foi assim que, na manhã desta quinta-feira, 28 de setembro, alunos do Instituto Municipal Luiz Viana Neto – IMLVN fizeram da Praça da Independência uma ponte para novos saberes. Antes de pendurar os poemas nas árvores, os estudantes tiveram a oportunidade de declamar suas produções, construídas com muita sensibilidade.

Achei interessante essa atividade porque foi algo novo que fizemos em sala de aula, embora eu já faça alguns poemas por conta própria”, comentou Vitória Gabriela do Amaral Viana, de 12 anos, aluna do 6º ano, do Instituto. Vitória apresentou o poema de título “Solidão”.

De acordo com Angélica Paixão, gerente de Educação Ambiental, cerca de 350 crianças de com 5 escolas municipais estão envolvidas com o projeto. “O projeto é do Instituto PSIA, de Minas Gerais, que o município tem adotado há três anos. A proposta é estimular a leitura e a escrita e que novas pessoas se interessem pela linguagem da poesia. Independente de idade e escolaridade, o projeto percorre várias cidades brasileiras. Aqui em São Francisco do Conde buscamos como público-alvo os alunos das escolas da rede municipal e o desenvolvimento do projeto se dá da seguinte forma: apresentamos o projeto a escola, fazemos um trabalho de sensibilização ambiental com os alunos, eles produzem os poemas, os professores fazem a reescrita, corrigindo os possíveis erros, trabalhando o próprio planejamento da escola. Depois dos poemas prontos, são impressos e no Dia da Árvore são expostos em locais públicos. Como temos um território grande, achamos mais prudente distribuir por etapas. No dia 21 estivemos na Escola Olímpia, na Roseira, e hoje estamos com os alunos do Instituto Municipal Luiz Viana Neto aqui na sede”.