CREAS Itinerante leva esclarecimentos a população do Caípe de Baixo

Aqueles que tenham passado por situação de direitos violados como violência e/ ou exploração sexual, violência doméstica, abandono, maus tratos físicos e/ ou psíquicos, trabalho infantil e trabalho escravo podem contar com os serviços prestados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) oferecido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEDES), em São Francisco do Conde. Os sanfranciscanos recebem atendimentos com assistentes sociais, psicólogos, advogados, educadores sociais a fim de acompanhar esses casos de violação dos direitos humanos.

Nesta quarta-feira, 28, a SEDES promoveu a primeira edição do CREAS Itinerante, no Bairro do Caípe, ao longo da manhã para atender as demandas das comunidades do Caípe de Baixo, Caípe de Cima, Colmonte, Santo Estevão e Curupeba. O objetivo da atividade foi levar aos moradores da região serviços de informações e orientações acerca do que é o CREAS e como ele funciona.

Resolvemos fazer esse evento aqui no Caípe para explicar a importância de dar continuidade, para quem já começou, aos acompanhamentos feitos no CREAS. Vocês não precisam se deslocar até a sede pra ser atendido, existem demandas que no próprio distrito a comunidade tem atendimento.”, destacou a assistente social do CREAS, Emannuelle Gomes.

Além da apresentação sobre as atividades do Centro, a SEDES também promoveu serviços de Orientação Jurídica; realizou a busca ativa e abordagem de rua na comunidade para identificar grupos em situação vulnerável; orientações acerca do Bolsa Família; esclarecimentos da Gerência de Atenção a Criança e Adolescente dentro dos parâmetros do Estatuto da Criança e do Adolescente e esclarecimentos sobre o funcionamento do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social).

Esse tipo de iniciativa terá sequência também em outros distritos. A Prefeitura pretende realizar no próximo dia 25 de setembro, o CREAS Itinerante na Ilha do Paty; 23 de outubro está programado para o Socorro; 27 de novembro na Muribeca/ Ilha das Fontes. As datas foram programadas pela SEDES que depende do apoio das Organizações Não Governamentais (ONG’s) de cada comunidade para ceder os espaços para os atendimentos.

Em São Francisco do Conde, o CREAS realiza as seguintes atividades:
• Apoio e acompanhamento especializado de forma individualizada ou em grupo a famílias e indivíduos;
• Contribuição para o envolvimento e participação dos usuários nos movimentos de defesa e promoção de direitos;
• Organização de encontros de famílias usuárias, fortalecendo-as enquanto espaço de proteção e sujeito social;
• Referência e a contrarreferência com a rede de serviços socioassistenciais da proteção básica e especial;
• Articulação com as demais políticas públicas, com as instituições que compõem o Sistema de Garantia de Direitos e com os movimentos sociais;
• Emite laudos e pareceres sempre que solicitado pelo Sistema de Garantia de Direitos dentro do seu nível de proteção;
• Aciona os órgãos do Sistema de Garantia de Direitos sempre que necessário visando à responsabilização por violações de direitos;
• Realiza visitas domiciliares;
• Realiza o mapeamento da rede (socioassistencial, de proteção e de inclusão social); dentre outras atividades

Mais informações ligue para SEDES: (71) 3651-8620/8621 ou para o CREAS: (71) 3651 – 2961