Saúde: ‘O nome social como direito garantido’ foi o tema da Oficina de Atualização do preenchimento do cartão SUS

Na última sexta-feira, 25 de maio, aconteceu no município uma Oficina de Atualização do preenchimento do cartão SUS, com o tema: ‘O nome social como direito garantido’, no Núcleo Integrado de Cuidados à Criança e à Pessoa com Doença Falciforme Rilza Valentim, no bairro da Baixa Fria.

A ação proposta pela Secretaria da Saúde – SESAU foi uma resposta à solicitação presentada durante o I Encontro de Saúde e Direito da População LGBT+ pela adequação da Ficha de Cadastro/Atendimento do município.

A oficina reuniu operadores da descentralização e da Central de Marcação de Consultas e Exames que atuam no SISREG (Sistema Nacional de Regulação).

As discussões contaram com a presença de Ícaro Amâncio, do Grupo de Pesquisa e Extensão da UNILAB (Fempus), “O serviço público é regido por parâmetros e leis, nesse sentido, os servidores precisam assegurar o direito do cidadão ao nome social. Não é vergonhoso perguntar a pessoa como ela prefere ser tratada. Os transexuais e travestis tem assegurado na lei o direito de usar o nome com o qual se identificam e não aquele atribuído no nascimento”.