SESAU fará Oficina de Atualização do preenchimento do cartão SUS

Em resposta a solicitação apresentada durante o I Encontro de Saúde e Direito da População LGBT+, que aconteceu em 21 de maio, no município de São Francisco do Conde, a Secretaria Municipal da Saúde – SESAU vai promover nesta sexta-feira, dia 25 de maio, uma Oficina de Atualização do preenchimento do cartão SUS, com o tema “O nome social como direito garantido”, que acontecerá no Núcleo Integrado de Cuidados à Criança e à Pessoa com Doença Falciforme Rilza Valentim, no bairro da Baixa Fria.

A oficina será para operadores da descentralização e para o pessoal da Central de Marcação de Consultas e Exames que atuam no SISREG (Sistema Nacional de Regulação).

As discussões do I Encontro de Saúde e Direito da População LGBT+ contaram com a presença do Grupo de Pesquisa e Extensão da UNILAB (Fempus), da Associação Flor de Lótus, das assistentes sociais da Média e Alta Complexidade em Saúde, Atenção Básica, CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), CRAM (Centro de Referência em Atendimento à Mulher) e da Secretaria de Segurança Pública do Estado, além do CMS (Conselho Municipal de Saúde).

Entre as sugestões do grupo estão:

 

1.       Criação do Centro Biopsicossocial para atendimento da população LGBT+ através de pactuação entre municípios limítrofes
2.       Encontro do Recôncavo em Setembro da população LGBT+
3.       Adequação da Ficha de Cadastro/Atendimento do Município
4.       Criação do GT Intersetorial da população LGBT+
5.       Estruturar uma equipe de matriciamento para trabalhar as questões da população LGBT+
6.       Capacitação/Sensibilização com os profissionais de Saúde sobre a população LGBT+
7.       Convidar a SEDESE e SEDUC para o GT
8.       Criação do Conselho da População LGBT+
9.       Obrigatoriedade do Nome Social no Cartão SUS
10.   Fazer valer a Lei do Nome Social no Registro
11.   Criação de cartilhas e publicização das demandas do GT
12.   Encontro, palestras, mobilizações nos bairros/SEDE, nos diferentes estabelecimentos do município sobre Saúde e Direitos da População LGBT+
13.   Garantir 01 representante do movimento LGBT+ no Conselho Municipal de Saúde