Com 100 anos, Lavagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia, em São Francisco do Conde, reúne fé e tradição

O sol deste último domingo (01/12), que esteve presente e passou dos 30°C, só fez irradiar paz e alegria durante o cortejo de baianas e charangas, na Lavagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia, em São Francisco do Conde. O tema deste ano foi: “Protegendo a tradição e mantendo viva a chama da fé” e, atraiu uma multidão que acompanhou com muita alegria o cortejo das baianas que percorreu as ruas do município até a igreja que leva o nome da santa, na Orla Marítima, onde aconteceu a lavagem do adro.

Ao longo da caminhada, muitas autoridades, a exemplo do prefeito Evandro Almeida, do vice-prefeito Carlos Alberto Bispo Cruz (Nem do Caípe), o deputado estadual, Rosemberg Pinto, além de vereadores e secretários, se fizeram presentes em prestígio ao centenário da Lavagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia. “Que a nossa padroeira abençoe São Francisco do Conde e dê graças aos franciscanos“, pediu o prefeito Evandro Almeida.

Muitos grupos culturais também participaram dessa centenária tradição franciscana, inclusive a personagem “Nega Maluca” e o grupo musical “Frutos do Conde”.

São 100 anos de muita fé e tradição. Esta é uma das grandes riquezas do nosso município, pois faz parte da nossa cultura“, destacou o secretário Osman Ramos, gestor da Secretaria Municipal de Cultura – SECULT.

Emanando boas energias por toda cidade, católicos, devotos de Nossa Senhora da Conceição, e religiosos de matriz africana, devotos de Oxum, uniram-se numa corrente do bem, pedindo paz e proteção aos franciscanos.

Adepta de religiões de matriz africana, Ana Luiza de Assis, fez questão de falar sobre suas crenças. “Sou umbanda, filha de Oyá e o que me deixa feliz nesse sincretismo religioso é saber que aqui é paz, amor e caridade. Participo desse cortejo há cinco anos. Coloco minhas indumentárias, meu jarro na cabeça e vou, vou com muita fé“.

Pai Onório de Oxum, do Ilê Axé Oxum Badê de Muribeca, após contar sua história, também foi uma dessas pessoas a pedir graças pelo povo de sua terra. “Faz mais ou menos 15 anos que participo da lavagem e sempre sentindo muita alegria em poder participar desse sincretismo. É orgulho pra Oxum“, disse. Pai Onório relatou que aos 12 anos de idade ficou doente e para se curar, precisou se iniciar no candomblé. “Me curei e hoje tenho 34 anos de santo. Só tenho a agradecer e pedir axé pro nosso povo“. 

Dentre estes depoimentos, outro que também reflete o significado da Lavagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia para os franciscanos, é o da Sra. Maria de Lourdes, de 75 anos.

Eu participo da lavagem desde menina, quando minha mãe de criação que me trazia. Depois que ela morreu eu continuei a vir, e na minha casa essa tradição é passada de geração em geração. Hoje, trago minhas netas que já foram inseridas no candomblé“, relatou cheia de jovialidade.

A Tradicional Lavagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia foi uma realização da Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde, e contou com o apoio do Governo do Estado da Bahia, por meio da Secretaria de Turismo (BAHIATURSA) e do Colegiado de Matriz Africana.