Comunidade da Ilha do Paty prestará homenagem a São Roque

No período de 27 a 30 de setembro, moradores da Ilha do Paty renderão homenagens ao santo protetor contra a peste e padroeiro dos inválidos: São Roque. O festejo inclui tríduo, missa solene e procissão. Confira abaixo.

– Tríduo

Data: 27 a 29 de setembro

– Missa Solene

Data: 30 de setembro

Horário: 09:30h

Local de Saída: Igreja

Na sequência, será realizada a procissão pela ilha.

SÃO ROQUE nasceu no ano de 1295, provavelmente na França. Quando ele nasceu, todos ficaram bastante surpresos por causa de uma marca em seu peito: uma cruz vermelha. Era de família nobre, distinta e abastada. Seu nascimento foi uma grande benção. Fruto e resultado de muita oração. Sua mãe, chamada Libéria, era muito devota de Nossa Senhora. Por isso, pedia insistentemente a Nossa Senhora a graça de poder ter um filho, mesmo já estando em idade avançada.

Roque ficou órfão quando tinha entre 15 e 20 anos e herdou uma grande fortuna. Porém, como cristão convicto, educado por sua mãe, Roque desejava viver na pobreza, em imitação a Cristo. Por isso, ele quis repartir todos os seus bens entre os pobres.

São Roque viveu por três anos na cidade de Roma. Lá, ele contraiu uma praga e para não ocupar mais um leito no hospital, arrumou um lugar na floresta para esperar a morte. Pela graça de Deus, ele viu nascer ali, uma pequena fonte de água límpida e cristalina. Ao beber e se lavar nas águas, ele sentia grande alívio em suas feridas. Roque ficou curado e decidiu ajudar a curar os doentes. São Roque também é invocado como padroeiro dos inválidos, dos cirurgiões e do gado.