Conselheiros de Assistência Social de São Francisco do Conde tomaram posse para o biênio 2018-2020

Tomaram posse nesta terça-feira (15), os membros eleitos para o Conselho Municipal da Assistência Social (CMAS) de São Francisco do Conde, biênio 2018-2020.

A solenidade aconteceu na Casa dos Conselhos e contou com a presença do vice-prefeito Carlos Alberto Bispo Cruz (Nem do Caípe), do ouvidor geral do município, Alberto Jorge Mattos (Beto Maria), da superintendente de Secretaria de Desenvolvimento Social e Esportes (SEDESE), Daoana Sales, da secretária executiva do CMAS, Carlúcia Santos, além da assistente social Ana Aparecida Antunes, que na oportunidade foi homenageada pelos membros do conselho.

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) é o órgão que reúne representantes do governo e da sociedade civil para discutir, estabelecer normas e fiscalizar a prestação de serviços socioassistenciais estatais e não estatais no município.

O vice-prefeito Carlos Alberto Bispo Cruz (Nem do Caípe), falou sobre as dificuldades que o município vêm enfrentando, da importância dos assistentes sociais em prol da comunidade franciscana. “Quem acompanha a gestão sabe dos esforços que estamos fazendo, minha vida é no Caípe, na comunidade, em São Francisco do Conde. Em nosso município temos vários programas sociais, como o EducaChico, Bolsa Aluguel, Bolsa Universitária, dentre outros. Neste sentido, os assistentes sociais exercem um papel muito importante no acompanhamento da gestão integrada de serviços e benefícios socioassistenciais que existem na nossa cidade”.

A superintendente da SEDESE, Daoana Sales, em seu pronunciamento, ressaltou os desafios da profissão de assistente social, o comprometimento e a responsabilidade dos membros do conselho. “Fico muito feliz em ver Dona Maria e Seu André, ambos do Serviço de Fortalecimento de Vínculos do Idoso, sendo empossados para compor o conselho. Sinto-me contente em ter a certeza que temos uma equipe maravilhosa, diante da confiança que o secretário da SEDESE, Aloísio Oliveira, deposita nos profissionais para desenvolver as suas funções da melhor forma possível. Neste sentido, também ressalto aqui o REDA, que foi realizado especificamente para a área de Assistência Social. Sei que a luta é grande, de muito trabalho, carinho e força espiritual para exercer a profissão, mas tenho certeza que iremos conseguir”.

A secretária executiva do CMAS, Carlúcia Santos, falou sobre os desafios enfrentados, agradeceu a presença das autoridades, em especial dos novos membros do conselho. “No dia a dia a gente percebe a luta do secretário Aloísio e de toda equipe da SEDESE para que a política de Assistência Social seja desenvolvida. Todos os equipamentos aos poucos estão sendo reestruturados, a exemplo disso a nossa Casa dos Conselhos. No caso dos conselheiros governamentais, os secretários indicam os representantes das suas secretarias. Não se trata de um trabalho voluntário, como muitos pensam, mas, sim, de uma complementação do dia de trabalho. Aqui viemos para estudar, discutir, avaliar, fiscalizar, e, sobretudo, ajudar a comunidade franciscana”.

A assistente social Ana Aparecida Antunes, que na oportunidade foi homenageada pelos membros do conselho, ressaltou os anos de convivência e de trabalho no município. “Foram 34 anos de convivência no município, uma história construída com os usuários dos programas, com a comunidade franciscana e com cada membro do conselho. Agradeço a cada um de vocês por essa homenagem, pelas palavras e gestos de carinho ao longo desses anos de luta, trabalho, dedicação e comprometimento”.