Escola de Governo iniciou Curso Básico de Arquivo para servidores

Em São Francisco do Conde, a “Escola de Governo”, da Secretaria Municipal de Gestão Administrativa – SEGAD, lançada no último dia 22, começou a oferecer cursos direcionados aos servidores da Prefeitura, no intuito de fornecer aperfeiçoamento profissional.

Os cursos estão sendo ministrados no Pré-vestibular, localizado na Praça da Santa Cruz, e a escola vai oferecer as seguintes capacitações neste semestre:

 

– Curso Básico de Arquivo – de 26/05 a 05/06;

– Curso Básico de Redação Oficial – de 07/06 a 14/06.

O Curso Básico de Arquivo começou com noções sobre comunicação, relações interpessoais, atendimento e recepção, com aulas ministradas por Tertuliano Medeiros. Após o momento introdutório, assumiu a turma Adelmária Ione dos Santos, arquivista formada pela UFBA e funcionária da Unilab. O curso completo conta com 32h/aula.

A iniciativa da Escola de Governo, na minha visão de arquivista, é extraordinária, pois tem o objetivo de capacitar os servidores e proporcionar aos munícipes um serviço de qualidade e excelência. Eu tinha muita vontade de colaborar com o município neste sentido, pois toda documentação que o governo produz é propriedade também dos munícipes e precisa estar bem organizada. A participação dos alunos tem sido muito efetiva e estou feliz em perceber na Escola de Governo a preocupação do que se produz de informação e conhecimento no município, isso merece parabéns e destaque. Eu estou muito feliz em estar participando. Eu tenho observado uma participação muito grande, o que me deixa motivada”, explicou Ione dos Santos.

O próximo curso confirmado é de Redação Oficial, com início em 07 de junho. As normas de redação adotadas no curso vão atender ao padrão do Governo Federal, com aulas de Miriam Sena Santos.

Ainda serão disponibilizados este ano os seguintes cursos: Curso Básico em Informática; Curso de Cerimonial e Protocolo; Curso de Libras e Curso Básico de Primeiros Socorros, com datas a serem definidas.

Os servidores participantes são indicados pelas secretarias municipais e vão receber certificados ao final dos cursos.