“Eu Empreendedor”: Segundo dia trouxe CREDBAHIA, UCSAL e Banco Comunitário Ouro Negro para roda de debates

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico – SEDEC promove, através do Outubro Empreendedor, o segundo dia do “Eu Empreendedor”, que começou na última quinta-feira, dia 26, e vai até a sexta-feira, 27 de outubro. O evento é uma Feira de Empreendedorismo com vendas e exposição de produtos, palestras, case de empreendedores e assessoria técnica direcionada para os empreendedores locais, que visa contribuir no fortalecimento da cadeia produtiva, visando trazer novos conhecimentos e oportunidade de mercado.

A atividade segue das 09h às 16h, no Mercado Cultural. Além dos produtos comercializados, como alimentos, roupas, artesanatos, artigos de tecnologia, beleza, produtos eróticos, aluguel de fantasias e limpeza automotiva, estão sendo oferecidas palestras. Na amanhã desta sexta-feira, 27, o Mercado Cultural recebeu a experiência do prof. Marcelo Chamusca, do curso de Comunicação da UCSAL, além do conhecimento e experiência do CREDBAHIA e do Banco Comunitário Ouro Negro. Os empreendedores ainda puderam tirar suas dúvidas com os palestrantes.

A secretaria está de parabéns pela iniciativa. Pela primeira vez na nossa cidade temos o Dia do Empreendedor e esse evento que chama o público para conhecer o que nós vendemos. Ontem foi um sucesso. Hoje, ainda na arrumação do stand, fiz algumas vendas e espero que aconteçam mais eventos como esse. Através dessa feira, a gente pode buscar o público. A minha loja física fica na Babilônia, que não é um bairro comercial do município. Então, muita gente não conhecia minha loja e agora as pessoas sabem que a loja existe, através deste evento”, comemorou Renilza Melo, dona da ALJ Fashion, moda feminina e acessório.

Há, mais ou menos, quatro anos, a gente faz um trabalho na região do Caípe, que começou com um grupo de mulheres que se reuniu com suas qualidades para formar a Casa do Artesanato. Fazemos pintura em tecido, bonecas de pano, panos de prato e uma infinidade de produtos. Através de feiras como essa divulgamos nosso trabalho ao longo dos anos e em diversos lugares ficamos conhecidas. Iniciativas como essa são muito importantes, pois vêm incentivando outras mulheres a terem uma renda extra e mostrar seu trabalho”, revelou Vera Silva dos Santos.