Festa em homenagem a Iemanjá reuniu populares, simpatizantes e adeptos do Candomblé

Os Festejos de Iemanjá – Festa da Sirilândia, que aconteceu no último sábado (02), em São Francisco do Conde, reuniu dezenas de pessoas para saudar a Rainha do Mar. Devotos e simpatizantes saíram em cortejo pelas ruas da cidade com destino a Orla Marítima para prestarem suas homenagens.

Para prestigiar mais uma edição dos festejos fizeram-se presentes: a primeira-dama, Iasmin Barbosa, a secretária de Turismo, Ússula Flávia, o secretário de Cultura, Osman Ramos e a superintendente da Secretaria de Desenvolvimento Social e Esportes – SEDESE, Daoana Sales.

A secretária de Turismo, Ússula Flávia, discorreu sobre a importância da valorização dessa tradição, bem como sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido para o aquecimento e o fortalecimento do turismo e da economia locais. “A gestão Evandro Almeida tem apostado nas iniciativas populares e tem apoiado diversos eventos, a exemplo da Festa da Sirilândia. É muito lindo perceber os franciscanos, visitantes, grupos culturais e representantes do candomblé unidos para reverenciar a Rainha do Mar. Naquele momento enxergamos uma cadeia produtiva aquecida, seja através do aluguel de barcos ou até mesmo dos itens que compõem o presente e as vestimentas. Essas singelas demonstrações de fé fortalecem a nossa identidade, movimenta e aquece a economia local”.

Na oportunidade, a secretária também ressaltou um dos momentos marcantes que aconteceram nos festejos. “Para, além disso, também tivemos o show da Banda Swing do T10, do jogador Anderson Talisca, que numa contrapartida social se apresentou no município e também homenageou dois grandes ídolos franciscanos, os jogadores Baiaco e Osmar, bem como os jovens atletas da seleção Sub-15. Quando conseguimos unir essas gerações lado a lado é porque acreditamos e temos somado esforços para fazer a diferença. É nessa perspectiva que a gestão segue trabalhando, para que juntos possamos escrever novos momentos para o município”, enfatizou.

Um dos momentos mais emocionantes foi a entrega dos presentes, era possível perceber a fé e o respeito ao reverenciar a Rainha do Mar. A celebração é uma das principais do calendário de festas populares da Bahia. “Eu participo todos os anos dos festejos de Iemanjá, sinto uma gratificação enorme em poder fazer parte desta festa linda em homenagem a minha mãe Iemanjá, protetora dos pescadores, que está sempre me protegendo e me livrando de todo mal”, declarou Laís de Jesus Santos.

Segundo José Walter Júnior, um dos fundadores e organizadores da Festa de Iemanjá da Sirilândia, a tradição é como uma forma de reafirmação e agradecimento de todas as crenças e do povo de raiz de matriz africana. “É fé, é o acreditar, é a devoção daqueles que agradecem nesse período por todas as conquistas que conseguem através da Rainha do Mar. É isso que a gente busca, que as pessoas venham através das suas crenças e do amor praticar e participar desse evento de devoção a IemanjáEssa tradição começou com um grupo de amigos que se reunia na Orla Marítima e antes da pescaria agradeciam primeiro a mãe do mar. Então, continuamos com essa tradição até os dias atuais e continuaremos até o dia que Deus nos permitir”.

Após a tradicional saudação, mistura de muita fé e sincretismo, a celebração continuou durante a tarde, e franciscanos e visitantes puderam se divertir ao som da Banda Swing do T10.

A Festa da Sirilândia foi uma realização da Comissão dos Festejos da Sirilândia e contou com o apoio da Prefeitura de São Francisco do Conde, através das secretarias municipais de Turismo – SETUR e de Cultura – SECULT.