Município ganhou Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos

São Francisco do Conde deu as boas-vindas ao Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, que mandou representantes ao município, no dia 30 de novembro, para a inauguração da unidade do Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos (Cejusc).

A solenidade reuniu autoridades municipais, como o prefeito Evandro Almeida e o secretário de Direitos Humanos, Cidadania e Juventude – SDHCJ, Márcio Junqueira, além de servidores, advogados e os juízes Leonardo Bruno Rodrigues Carmo e Bianca Gomes da Silva, e a promotora Karinny Virgínia Peixoto, que recepcionaram a juíza Joanice Maria Guimarães de Jesus, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia e coordenadora do Núcleo de Justiça Restaurativa, que esteve no evento representando a presidente do Tribunal, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago.

A unidade recém-inaugurada conta com a parceria da Prefeitura e será processual, ou seja, vai mediar os feitos que já tramitam nas varas de competência Cível e de Família.

“Quando eu vejo acontecer a inauguração de um Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos, eu passo a ter esperança de que vamos ter dias melhores, em que passaremos a dizer que a justiça está sendo feita. Fazer justiça é, acima de tudo, fazer pacificação social, ou seja, fazer com que as pessoas se entendam e que elas possam estar na rua, sem desejar o mal a outra. O Centro de Solução de Conflitos é fundamental para que isso aconteça, pois teremos diversas atividades para que esses conflitos sejam resolvidos tanto no âmbito criminal quanto no âmbito cível. Podemos instalar aqui justiça restaurativa, mediação no âmbito de família. Esse centro vai estar preparado com psicólogos e assistente social”, revelou o juiz de Direito Leonardo Bruno Rodrigues Carmo.

“Hoje é um dia muito especial com a inauguração dessa sede do Centro Judiciário de Solução Consensual, que irá resolver muitos conflitos. Eu só tenho a agradecer ao Tribunal de Justiça do Estado da Bahia por colocar esse centro no município, que nos trará muitas coisas boas”, agradeceu o prefeito Evandro Almeida.

Na sequência, a juíza Joanice Maria Guimarães de Jesus, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia e coordenadora do Núcleo de Justiça Restaurativa, deu uma aula a respeito de todos os benefícios que o cidadão poderá usufruir através do Cejusc.

“O Cejusc se constitui uma realidade em todo o país, com suas modernas formas de atendimento, constituem prova de que a mediação e conciliação representam caminhamos menos agressivos e mais eficazes para a solução de conflitos. O Tribunal de Justiça atua de forma pacificadora na adoção de soluções alternativas e no incentivo à justiça restaurativa, o que ocupa a pauta do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos – NUPEMEC, da qual sou presidente de honra. Ao contrário do que era sempre decidido, por um juiz, agora nós temos a participação de toda equipe. Esse trabalho não é exclusivo em São Francisco do Conde, ainda que em alguns lugares não se encontre a parceria que a Prefeitura está oferecendo. Quando há um gestor que se empenha, é um diferencial”, revelou Joanice Maria.

Ao final do evento, o prefeito Evandro Almeida visitou as instalações e a juíza Joanice Maria Guimarães de Jesus aproveitou a visita ao município para conhecer o Convento de Santo Antônio, acompanhada por Bernadete Primo, gerente de Património da Secretaria Municipal de Cultura – SECULT.