Prefeitura assina licenças para implantação do Loteamento Ilha Bimbarras Sítio de Praia

Na manhã desta terça-feira (28/08), a Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde assinou com a empresa Bimbarras Agropecuária S/A o Termo de Acordo e Compromisso – TAC para Aprovação do Projeto Urbanístico Loteamento Ilha Bimbarras – Sítio de Praia. Na cerimônia também foi assinado o Decreto nº 2365/2018, de Criação e Regulamentação do Parque Natural Municipal da Mata, uma conquista para a região, que passa a agregar ao seu território um parque com mais de 220 mil m² de área verde intocável e com rica biodiversidade.

O prefeito Evandro Almeida destacou que o município ganha mais um empreendimento imobiliário de alto padrão e um Parque Municipal de importante função ecológica para a região. “Hoje é um dia muito importante para todos nós e o primeiro passo para uma grande obra, a qual vai levar o nome de São Francisco do Conde para fora e gerar emprego e renda para os franciscanos. Vale salientar que a construção desse projeto foi feita em comum acordo com quatro secretarias municipais, que são de Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Turismo e Projetos Estratégicos, sem contar a participação também da Secretaria de Meio Ambiente. Esta é uma cidade linda, com potencial enorme para o desenvolvimento do turismo e essa é a nossa oportunidade de mostrar isso”, ressaltou o gestor do município, complementando ainda que, para alavancar o setor, serão iniciadas em 2018 as obras do Terminal Náutico e Turístico de São Francisco do Conde, bem como no dia 12 de setembro será assinada ordem de serviço para o início das obras do kartódromo, no Autódromo da Bahia, localizado no município. Entre outras ações, o prefeito destacou a revitalização da orla marítima e a sinalização náutica, cujas iniciativas têm progredido.

O senhor Reynaldo Loureiro, diretor do empreendimento, falou sobre suas pretensões com o Loteamento Ilha Bimbarras – Sítio de Praia: “esse é o pontapé inicial para implantação do projeto, que é um referencial de preservação do meio ambiente. Quero aproveitar o momento para agradecer os cuidados das equipes de trabalho da Prefeitura com este projeto, foram três meses de pesquisa intensa da fauna e flora da ilha, e para esta primeira etapa vamos lançar 18 lotes, em que se podem fazer cinco unidades. Aproveito também para agradecer a Lícia, minha esposa, pelo cuidado com aquele espaço há mais de 30 anos”, disse o empresário, destacando, ainda, que o projeto do loteamento já tem total aprovação em todas as instâncias. “Também irei retomar a construção da marina, que será feita de forma mais sofisticada do que era antes, com ponte rolante que pega o barco na água e o deixa em terra, sem a necessidade de usar a rampa”. De acordo com Loureiro, para a segunda etapa do empreendimento está prevista a construção de apartamentos. Ele afirma que, como um todo, serão geradas muitas mãos de obra locais com o projeto.

Assinados os documentos, o decreto será encaminhado para publicação no Diário Oficial do Município. Em seguida, a SEPLAN (Secretaria Municipal de Planejamento) emitirá o alvará de construção, que autoriza o início das obras do empreendimento. A assinatura do TAC e do Decreto foi acompanhada pelo prefeito Evandro Almeida; vice-prefeito e secretário de Governo, Carlos Alberto Bispo Cruz (Nem do Caípe); secretária de Planejamento, Silmar Carmo, acompanhada da assessora técnica da Seplan, Flávia Manoela Barbosa, e do diretor de Planejamento Urbano Tiago Ramos; secretária de Turismo, Ússula Flávia; secretária de Desenvolvimento Econômico, Ana Christina Oliveira; secretário de Desenvolvimento Social e Esportes, Aloísio Oliveira; secretário de Serviços, Conservação e Ordem Pública, Amarildo Guedes; secretária de Direitos Humanos, Cidadania e Juventude, Luciana Araújo; secretária de Comunicação, Vanessa Dantas; controladora do município, Kátia Behrens; e, o ouvidor geral de São Francisco do Conde, Alberto Jorge Mattos (Beto Maria). Representando o Legislativo, estiveram presentes, o presidente da Câmara, vereador Venilson Souza Chaves (Cravinho) e seus pares Mário Nogueira (Dr. Mário) e Clebeson da Silva (Moriel).

A empresa Bimbarras foi representada pelos diretores Reynaldo Loureiro, Leilane Loureiro e Lícia Loureiro, esta última responsável pelo MasterPlan e planejamento paisagístico do empreendimento, além dos gerentes da área comercial do grupo, Hernani Pedroso e Silvia Ferreira. Também estava presente o arquiteto Ricardo D’Albuquerque, responsável pelo projeto urbanístico do loteamento, a bióloga Rose Souza e a assessora de Comunicação, Milena Brasil.

EMPREENDIMENTO

A previsão para lançamento do Loteamento Bimbarras – Sitio de Praia é para o mês de novembro de 2018. O empreendimento será instalado em uma área de 821.524,60 m², na Ilha de Bimbarras, e contará com 18 lotes residenciais, de 20 a 70 mil metros quadrados, e ainda um Haras.

Situada bem perto da capital baiana, Salvador, apenas 50 minutos de distância por via terrestre e 40 minutos pelo mar, a Ilha Bimbarras fica no município de São Francisco do Conde. O loteamento vai dispor de ampla área de lazer, atracadouro privativo, quadras esportivas, trilhas ecológicas, segurança 24 horas, rampas para pequenas embarcações, privacidade e contato com a natureza em uma localização privilegiada na Baía de Todos-os-Santos.

PARQUE DA MATA

Em contrapartida ambiental, o Loteamento Ilha Bimbarras – Sítio de Praia vai doar ao município franciscano uma área de 226.040,63m², onde será implantada uma Área de Proteção Integral – o Parque Natural Municipal da Mata, um local de mata preservada com fauna e flora exuberantes. O objetivo é a preservação de belezas cênicas, conciliadas com a promoção da pesquisa científica, educação ambiental, a recreação em contato com a natureza, turismo ecológico e desenvolvimento regional ordenado e racional.

Além disso, será firmada uma parceria com a SEDEC – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, para a geração de emprego e renda locais. De acordo com o diretor da Bimbarras Agropecuária, Reynaldo Loureiro, o empreendimento representa um investimento inicial de R$ 35 milhões.

O QUE ELAS DIZEM

Para a secretária de Turismo, Ússula Flávia, “esse é um momento ímpar, em que parabenizo o senhor Reynaldo pela iniciativa. No momento em que a gente celebra a primeira composição do Conselho Municipal de Turismo, um investimento dessa envergadura vem para São Francisco do Conde como uma alternativa construtiva de desenvolvimento social e econômico. O nosso município agradece a sensibilidade que empresários como o senhor tiveram e estão tendo, e a tão sonhada atividade turística chega assim, com um investimento dessa natureza. Já é hora de criarmos e aquecermos nossa cadeia produtiva”, destacou a gestora que terá um grande papel a frente do setor na cidade.

Ana Christina Oliveira, secretária de Desenvolvimento Econômico, ressaltou sua ansiedade diante do empreendimento, tendo em vista as perspectivas de contratação de mão de obra. “É uma alegria e ansiedade quando a gente fala de um empreendimento com essa envergadura e o quanto ele vai ser importante do ponto de vista do desenvolvimento social e econômico para esse município. Temos corrido atrás de empresários e investidores que enxerguem o potencial que esse município tem. Eu sei que esse empreendimento vai ser um grande salto para gente caminhar dentro de uma política mais estruturada para o turismo e as comunidades do entorno da ilha, como Santo Estevão, Ilha das Fontes e Ilha do Paty, já estão se colocado à disposição para se prepararem para ocupar as vagas de emprego que venham a surgir a partir do empreendimento. Nós, enquanto gestão, queremos investir na formação dessas pessoas, pois aqui investimos em qualificação e educação para que os franciscanos possam alçar voos maiores. Vamos também trabalhar os arranjos produtivos dessa região do entorno de Bimbarras e, com sua iniciativa, além do senhor, tenho certeza que outros virão em busca das possibilidades reais que nosso município tem a ofertar”.

Não menos importante, a secretária de Planejamento, Silmar Carmo, apontou outras questões que advêm antes mesmo da assinatura do TAC e decreto de hoje. “A sensação, tanto minha quanto de minha equipe, é que está nascendo mais um filho. É um trabalho que vem sendo feito a mais de um ano e a primeira iniciativa se deu com a mudança da legislação, através do PDDM (Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal), que tornou o município seguro para que empresários, como esse que estamos recebendo hoje, viessem e acreditassem no município. Passamos por muitas audiências na Câmara de Vereadores, tivemos também a colaboração dos secretários, e a importância desse instrumento é que, além de prezar pela questão urbanística, deixa claro sobre a segurança jurídica do município e preza de forma absoluta pelo meio ambiente. São Francisco do Conde é considerado um dos biomas mais importantes do planeta, isso tem de ser visto de forma muita clara e isto o PDDM faz. Para além da assinatura do TAC para construção de um empreendimento e decreto para criação de um parque que vai ser doado ao município, vale destacar nesse momento a preservação do meio ambiente, a atração de investimentos, geração de emprego e renda, além de uma ação de território em que a UNILAB, por meio de convênios futuros, poderá integrar o parque aos estudos científicos e de extensão”, concluiu.