Rede Globo virá ao município em busca do autêntico Samba Chula do Recôncavo Baiano

 

IMG-20161027-WA0026

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – SECULT, de São Francisco do Conde, informa a comunidade franciscana que uma equipe da Rede Globo estará no município, através da afiliada da emissora no estado – a Rede Bahia, no dia 28 de outubro, a partir das 14h, na Orla Marítima, em busca do autêntico Samba Chula do Recôncavo Baiano. A matéria terá como foco o centenário do samba. Uma das personalidades entrevistadas será o historiador Milton Primo, além de componentes do Samba Chula Filhos da Pitangueira.

A Secretaria de Cultura e Turismo também pede para informar que o programa em que será exibida a reportagem será o Jornal da Globo e não o Globo Repórter, como anunciado anteriormente. A data de exibição ainda será divulgada pela emissora.

As chulas são miniaturas poéticas que tratam dos assuntos da vida, contando pequenas histórias, relatando conflitos e as complicações da paixão, retratando aspectos do cotidiano e dando conselhos, alertas e “sotaques” para quem precisa ouvir. Os grandes temas cantados são ligados ao universo amoroso, ressaltando a visão do homem sobre a mulher, assim como sobre o próprio samba; os acontecimentos na roda; e o papel da viola, por estabelecer uma ligação forte entre os homens tocando e as mulheres sambando. Muitas chulas retratam a vida do trabalho na roça, no canavial, no mar e no mangue, às vezes com uma conotação do sofrimento, do “penar” que remete aos tempos da escravatura. Em contraste com o lado pesado da vida, estão as chulas lúdicas e eróticas, contando piadas e conselhos irônicos, pequenas parábolas, satirizando situações sensuais e tragicômicas da vida. Outro aspecto é a vida religiosa que se revela nas chulas que cantam os santos católicos e mais os orixás e os caboclos nas religiões afro-brasileiras, muitas vezes falando em metáforas.