São Francisco do Conde deu início às comemorações ao padroeiro São Gonçalo

 

Começou nesta quarta-feira, dia 25 de janeiro e segue até o dia 28 de janeiro, a tradicional festa em louvor a São Gonçalo – padroeiro de São Francisco do Conde.

A primeira noite foi marcada por uma missa, onde a homilia foi feita pelo diácono Jorge Almeida, que falou sobre a importância de criar filhos melhores para o mundo. A missa teve como tema São Gonçalo, Exemplo de Virtude Cristã. Já o tema da festa em 2017 é Assim Como Maria, São Gonçalo Homem Fiel ao Projeto de Deus. Os festejos incluem programação religiosa e musical.

Durante a missa, aconteceu a apresentação de Jaime Santos, que fez uma homenagem a São Gonçalo com a viola machete. Em seguida, foi a vez do Ministério Nossa Senhora de Fátima, que se apresentou no palco em frente à Matriz de São Gonçalo. A banda ressaltou que suas canções são instrumento de louvor. O que também não faltou, além da animação do público, foram os quitutes vendidos pelos grupos religiosos dos bairros.

Nesta quinta-feira (26), a partir das 18h, tem missa com o tema São Gonçalo, Conquistador de Almas. Já às 20h, quem irá se apresentar é a banda Musicalidade Brasileira. Na sexta-feira (27), o tema da noite será São Gonçalo, Violeiro Berço da Cultura, que começa também a partir das 18h. Na sequência tem apresentação do cantor Mazo e da dupla Rick e Rock. Para encerrar os festejos, no sábado (28), Dia de São Gonçalo, acontecerá uma alvorada às 08h e em seguida uma missa às 09h. Após a missa, acontecerá uma procissão pelas ruas do município acompanhada pela Filarmônica Lira 30 de Março. Às 11h30 será a vez da cantora Izabel Nogueira subir ao palco para encerrar a festa.

 

São Gonçalo

Muitas são as lendas que envolvem o santo. Em Portugal, mulheres fazem fila na sua igreja pedindo um bom casamento. Já para aquelas que não podem ter filhos, dizem que basta encostar uma parte do corpo junto ao túmulo do santo para tornarem-se férteis. No Brasil, ele é considerado o protetor das mulheres, dos casais apaixonados e dos violeiros.