São Francisco do Conde é representado pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento do Saber – CEAS durante o 1º Encontro de Educação Inclusiva: Instituições Especializadas em Ação

Na última terça-feira (10), aconteceu o 1º Encontro de Educação Inclusiva: Instituições Especializadas em Ação, promovido pelo Ministério Público do Estado da Bahia, afigurado pela promotora Cintia Guanaes.

O evento teve como objetivo apresentar os serviços oferecidos pelas instituições e centros especializados com foco na inclusão e seus resultados. O município foi  representado pelas professoras de Libras, lotadas no Centro de Estudos e Aperfeiçoamento do Saber-CEAS, Luciana Araújo e Taís Gondim.

A prefeitura de São Francisco do Conde sancionou a lei 540/2018 que reconhece Libras como segunda língua oficial do município, fato que destaca São Francisco do Conde na esfera nacional visto que são poucos municípios que já deram esse passo rumo à educação bilíngue.

Essa conquista é o resultado da luta histórica da comunidade surda e do comprometimento em oferecer educação acessível e de qualidade aos discentes desta rede municipal de ensino”, declararam as professoras de LIBRAS do CEAS.