SDHCJ realizou Mapeamento dos Terreiros em São Francisco do Conde

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos, Cidadania e Juventude – SDHCJ em parceria com as secretarias municipais de Cultura – SECULT e de Turismo – SETUR, bem como a Associação dos Amigos do Ilê Asé Oyá Tolá – ILÊ AYÓ, realizaram no último dia 02 de outubro, no Terreiro Angurusena Dya Nzambi, um encontro com lideranças religiosas do município com o objetivo de socializar os registros coletados durante o Mapeamento dos Terreiros de São Francisco do Conde.

Na oportunidade foram apresentados os registros fotográficos, georreferenciamento e descrição histórica de cada espaço sagrado para dar sequência ao projeto “Portal Sagrado”.

Uma equipe formada por profissionais de diversas áreas do conhecimento e religiosos estão percorrendo o município coletando dados e informações históricas, geográficas e visuais sobre esses espaços, contribuindo para a realização de ações para preservar o valor simbólico e cultural dos espaços sagrados da cultura baiana, a criação do site chamado Portal Sagrado, além de fomentar e incentivar as políticas públicas aos povos de terreiros.