Semana Nacional de Trânsito é encerrada com trabalhos educativos para crianças em escola do município

A Semana Nacional de Trânsito aconteceu do dia 18 a 25 de setembro. Durante esse período, a Superintendência de Trânsito da cidade de São Francisco do Conde realizou várias ações nas ruas do município, como entrega de panfletos aos motoristas, blitz educativa, palestras nas escolas e trabalhos educativos com crianças, como o que foi realizado nesta terça-feira (25), pela manhã e tarde, no encerramento da Semana Nacional, na Escola Crescendo e Aprendendo, localizada na Rua Nova São Francisco.

Com o tema “Trânsito, o Sentido é a Vida”, o foco foi falar sobre os ciclistas, qual a forma correta de andar, por onde andar, a importância da utilização dos equipamentos de segurança e também a responsabilidade dos motoristas em relação aos ciclistas.

O objetivo deste ano foi o de tentar levar o tema “Trânsito” para as escolas, tanto particulares como municipais e estadual, e, através do convite dessas escolas, a Superintendência de Trânsito vai voluntariamente até elas realizar as atividades propostas. Para o agente de fiscalização de trânsito, Robenilson Souza, pós-graduado em Gestão de Educação de Trânsito, “o trabalho educativo busca levar para as crianças do nosso país o máximo de assuntos relacionados à questão de trânsito”, afirmou.

Durante a ação, que ocorre todos os anos, os alunos aprenderam sobre as regras de trânsito, o que significam as cores da sinaleira, para que serve a faixa de pedestre, e, tiveram também a oportunidade de conhecer os símbolos de trânsito através de miniplacas com suas representações. Além disso, atividades práticas também aconteceram. As crianças foram convidadas a levar suas bicicletas, velotroz e patinetes para realizar uma dinâmica. Na pista (fechada para carros) foi colocada uma lona representando a faixa de pedestres, e, enquanto uns passavam de bicicleta o apito era acionado para que eles parassem e os outros pudessem atravessar a rua andando.

Júlia Batista, de sete anos, aluna da Crescendo e Aprendendo, achou a atividade “muito boa”, pois, de acordo com ela, “é importante para o pedestre saber dessas informações, porque podem acontecer acidentes com as pessoas”, explicou a pequena.

As crianças que participaram são de idades entre um ano e meio e 11 anos, e, para a diretora da escola, Jamile de Souza Conceição, há uma grande importância por trás disso. “Nós entendemos que tudo começa com as crianças, então, se ela já cresce com a conscientização do que fazer no trânsito, muito provavelmente serão adultos educados no trânsito”, destacou a diretora.