Setembro Verde: A partir de 2020, o mês de setembro em São Francisco do Conde será destinado a dar visibilidade à pessoa com deficiência

Com o objetivo de dar visibilidade a inclusão social da pessoa com deficiência, fica instituído por meio da Lei 581/2019 que, a partir do ano de 2020, em São Francisco do Conde, o mês de setembro será nomeado como Setembro Verde. No decorrer do mês, a intenção é realizar ações, inclusive intersetoriais, com a finalidade de estimular a participação social das pessoas com deficiência, conscientizar as famílias, a sociedade e o estado sobre a importância da inclusão social da pessoa com deficiência.

Além disso, será feita a promoção da informação e a difusão dos direitos das pessoas com deficiência, identificando os desafios para a inclusão dessas pessoas no convívio social. Para isso, ocorrerão palestras e eventos sobre o tema, a divulgação de boas práticas de inclusão social através das diversas mídias e a realização de encontros comunitários para a disseminação de práticas inclusivas que possam promover a plena inclusão social.

A lei é de autoria do vereador Edcarlos de Almeida Vasconcelos (Pita de Gal) e foi sancionada em 02 de outubro de 2019 pelo prefeito Evandro Almeida.

Entenda a importância da inclusão de pessoas com deficiência

A legislação brasileira para o apoio às PCDs (Pessoa Com Deficiências) é extensa e envolve questões de acessibilidade, cotas e várias outras questões. Por isso, a inclusão destas pessoas no ambiente de trabalho muitas vezes gera desafios para os gestores. Porém, de outro lado, promover a inclusão é uma questão de responsabilidade social.

Segundo a lei 13.146/2015, é considerada pessoa com deficiência aquela que possui algum tipo de limitação em longo prazo, a qual possa gerar obstáculos na participação social, sendo diferente das demais pessoas. Esses obstáculos são derivados de barreiras (podendo ser físicas, sensoriais, mentais ou intelectuais) que dificultem a inserção das pessoas com deficiência na educação, no trabalho, na saúde, na comunicação, entre outros aspectos da vida.

Nos últimos anos, a sociedade tem passado por transformações, que também afetam as questões profissionais e industriais. A ideia de uma organização ligada apenas a questões financeiras está ultrapassada, e agora dá lugar a ideias bem mais amplas e responsáveis. As empresas passam a ter um papel político e social, se preocupando com a sustentabilidade, direitos do trabalhador e consumidor, qualidade de saúde ligada a seus produtos, entre outros aspectos.

Dessa forma, a empresa passa a ter uma responsabilidade social e um dever com a sociedade, sendo assim, trabalhar a inclusão é uma das maneiras de cumprir com esse dever. A integração de pessoas com deficiência possibilita que esses grupos tenham acesso aos direitos que são garantidos por lei na constituição.

A inclusão das pessoas com deficiência é de fundamental importância para a organização, tanto pela responsabilidade social quanto pela aprendizagem da equipe e o respeito a esse público, além de promover a integração dessas pessoas no convívio social, proporcionando uma qualidade de vida mais igualitária.

Confira mais informações no link que segue: