Um livro em cada canto em todo lugar é lançado na Secretaria da Educação

Foi lançado, na manhã desta quinta-feira (17), na sede da Secretaria da Educação, o projeto Um livro em cada canto em todo lugar. A iniciativa é da Diretoria Pedagógica da SEDUC, através da gerência de Bibliotecas e Projetos de Leitura, que tem por finalidade incentivar, de maneira lúdica, a leitura entre os colaboradores da Educação.

“Pretendemos despertar o gosto pela leitura, visto que estamos em um país classificado como um pais no qual a população lê pouco, então precisamos incentivar o hábito da leitura e nada melhor do que começarmos pela Secretaria da Educação. Estamos com essa proposta de trabalho que também tem o cunho de estimular a imaginação e a criatividade”, relatou Vanise Souza, gerente de Bibliotecas e Projetos de Leitura. Sobre o nome da ação, ela afirma que “quando a gente diz ‘um livro em cada canto, em todo lugar’ isso também quer dizer que esse livro não pode ficar parado, retido. A pessoa que encontrar o livro – porque os volumes serão perdidos nos mais diferentes lugares – irá lê-lo e depois dessa leitura, poderá doar para uma outra pessoa”.

O projeto funciona da seguinte maneira: serão espalhados nos mais distintos locais da SEDUC, alguns livros para serem encontrados pelos funcionários de cada departamento. Uma vez tendo se identificado com a obra, a leitura será feita e, posteriormente, o volume deverá ser deixado em algum outro local, para que mais pessoas tenham acesso ao exemplar.  Ao final de cada título há uma ficha, onde o leitor poderá escrever suas impressões sobre a leitura realizada e depositar em uma urna.  “A partir disso, será possível mapear como foi esse movimento dentro da Secretaria da Educação”, explicou Vanise.

De acordo com a Diretora Pedagógica da SEDUC, Cristiana Ferreira, “queremos incentivar a leitura pelo prazer, as pessoas vão relatar o que estão lendo, o autor escolhido, de forma espontânea, por vontade própria. Esse espaço será permanente, disponível para que se possa fazer mais momentos como esse, com declamação de poemas, expressões artísticas em geral, nesse ambiente dedicado à leitura. Além disso, desejamos que a arte seja percebida como uma ação curricular e que essa iniciativa  possa ser estendida às escolas da rede”.